Vasco Araújo

BIOGRAFIA

Vasco Araújo, nasceu em Lisboa, em 1975, cidade onde vive e trabalha. 

Vasco Araújo, nasceu em Lisboa, em 1975, cidade onde vive e trabalha. Em 1999 concluiu a licenciatura em Escultura pela FBAUL., entre 1999 e 2000 frequentou o Curso Avançado de Artes Plásticas da Maumaus em Lisboa.  Desde então tem participado em diversas exposições individuais e colectivas tanto nacional como internacionalmente, integrando ainda programas de residências, como Récollets (2005), Paris; Core Program (2003/04), Houston. Em 2003 recebeu o Prémio EDP Novos Artistas.

Das exposições individuais destacam-se : Momento à Parte, MAAT, Lisboa (2019); Vasco Araújo, Museum Leuven, Bélgica (2018), Potestad, CAC Málaga, Espanha (2018), Decolonial desires, Autograph ABP, Londre, U.K. (2016); Potestad, MALBA – Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, Buenos Aires, Argentina (2015);  Under the Influence of Psyche, The Power Plant, Toronto (2014); Debret, Pinacoteca do Estado de S. Paulo, S. Paulo (2013);  Avec les voix de l’autre, Musée d’art de Joliette, Joliette (2011); Mais que a vida, Fundação C. Gulbenkian/ CAM, Lisboa e MARCO, Vigo (2010) ; Eco Jeu de Paume, Paris (2008); Vasco Araújo: Per-Versions, the Boston Center for the Arts, Boston (2008); About being Different, BALTIC Centre for Contemporary Art, U.K (2007); Pathos, Domus Artium 2002, Salamanca (2006); Dilemma, S.M.A.K., Gent (2005); L’inceste Museu do Azulejo Lisboa (2005); The Girl of the Golden West, The Suburban, Chicago (2005); Dilema, Museu de Serralves, Porto (2004); Sabine/Brunilde, SNBA, Lisboa (2003).

Nas exposições colectivas destaca-se para a participação na Second Nature: Portuguese Contemporary Art from the EDP Foundation Collection, The Kreeger Museum, Washington DC (2018), ReSignifications: Black Portraiture in the Mediterranean Blue, ZAC – Cantieri Culturali alla Zisa, Palermo (2018), All that Falls, Palais de Tokyo, Paris (2014); Investigations of a Dog, Fondazione Sandretto Re Rebaudengo, Turim (2009); Everything has a name, or the potential to be named, Gasworks, Londres (2009); Em Vivo Contacto, 28º Bienal de S. Paulo, São Paulo (2008); Artes Mundi, Wales Internacional Visual Art Exhibition and Prize, National Museum Cardiff, Cardiff (2008); Kara Walker and Vasco Araújo:  Reconstruction, Museum of Fine Arts,  Houston, (2007); Drei Farben – Blau, XIII Rohkunstbau, Grobleuthen (2006); Experience of Art; La Biennale di Venezia. 51th International Exhibition of Art, Veneza; Dialectics of Hope, 1st Moscow Biennale of Contemporary Art, Moscovo, (ambas em 2005); Solo (For Two Voices), CCS, Bard College, Nova Iorque (2002); The World Maybe Fantastic Biennale of Sydney, Sydney (2002); Trans Sexual Express, Barcelona 2001, a classic for the Third millennium, Centre d’Art Santa Mònica, Barcelona (2001).

O seu trabalho está publicado em vários livros e catálogos e representado em várias colecções, públicas e privadas, como Centre Pompidou, Musée d’Art Modern (França); Museu Colecção Berardo, Arte Moderna e Contamporânea, (Portugal); Fundação Calouste Gulbenkian (Portugal); Fundación Centro Ordóñez-Falcón de Fotografía – COFF (Espanha); Museo Nacional Reina Sofia, Centro de Arte (Espanha);  Fundação de Serralves (Portugal); Museum of Fine Arts Houston (EUA), Pinacoteca do Estado de S. Paulo (Brasil).

Bio & CV | Download

Nasceu em 1975 em Lisboa, onde vive e trabalha.

FORMAÇÃO
Curso Avançado em Artes Plásticas da Maumaus, Escola de Artes Plásticas e Fotografia, Lisboa, Portugal.
Licenciatura no Curso de  Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Portugal.

PRÉMIOS/ RESIDÊNCIAS

2019 – Artist-in-Residence, Escola das Artes da Universidade Católica, Porto, Portugal.
2016 – Artist-in-Residence, FLACC, Genk, Bélgica.
2015 – Artist-in-Residence, FLORA ars+nature, Honda/Bogotá, Colômbia.
2014 – Artist-in-Residence, Artspace – Gibraltar Point, Toronto, Canadá.
2013­ – Artist-in-Residence, Pinacoteca do Estado de S. Paulo, Brasil.
2007 – Artist-in-Residence, University of Arts, Filadelfia, EUA.
2007 – Artist-in-residence, Baltic Center for Contemporary Art, Newcastle, Reino Unido.
2005 – Artist-in-Residence, Récollets, Paris, França.
2003/04 – Artist-in-Residence, Core Program, Museum of Fine Arts, Houston, EUA.
2002 – Prémio Novos Artistas da EDP, Electricidade de Portugal, Portugal.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS (Selecção)

2020
Pathosformel, Escola das Artes – Univ. Católica do Porto, Porto, Portugal.
Suppose it is true after all, what then?, Galeria Presença, Porto, Portugal.

2019
Momento à Parte, MAAT, Lisboa, Portugal.
It could have been otherwise, Galería Horrach Moya, Palma de Mallorca, Espanha.
LIBESTOD (Love and Death), Goethe Institut, Baku, Azerbeijão.

2018
Vasco Araújo, Museum Leuven, Lovaina, Bélgica.
Potestad,
CAC Málaga – Centro de Arte Contemporanea de Málaga, Espanha.
Todas as Histórias, Fundação Carmona e Costa, Lisboa, Portugal.
Partir a Louça, Galeria Esteves de Oliveira, Lisboa, Portugal.
La Morte del Desiderio, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal.
Potestad, Centro Cultoral España, Montevidéo, Uruguay.

2017
É por isso que me lembrei do passado, por ter medo do futuro…, Galeria Presença, Porto, Portugal.
Parque Temático, Espaço Cão Solteiro, Lisboa, Portugal.
Potestad, Museu Nacional da República, Brasília, Brasil.

2016
Decolonial Desire – Vasco Araújo, Autograph ABP, Londres, Reino Unido.
E daqueles que não queremos saber, Colégio das Artes/ Laboratório de curadoria, Coimbra, Portugal. (cat.)

2015
Hereditas, Sunaparante – Goa Centre for the Arts, Goa, Índia.
Traducciòn, FLORA ars + nature, Bogotá, Colômbia.
Memoria Infinita, Galeria Horrach Moya, Palma de Maiorca, Espanha.
Potestad, MALBA – Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, Buenos Aires, Argentina.
E eles tinham coisa para me dizer, CAV – Centro de Artes Visuais de Coimbra, Coimbra, Portugal. (cat.)
La Schiava, CAPC – Musée d’Art Contemporain de Bordeaux, Bordeus/ Bordeaux, França.
Demasiado Pouco, demasiado tarde, CIAJG – Centro Internacional de Arte José de Guimarães, Guimarães, Portugal. (cat.)
Histórias de identidade, Galeria Presença, Porto, Portugal.

2014
Dia Positivo, Acção no âmbito da exposição “Poesia Espacial” de Salette Tavares, CAM-Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
Re Cordum – Voltar ao Coração Galeria Baginski, Lisboa, Portugal.
O inferno não são os outros, Galeria Municipal Vieira da Silva – Pavilhão de Macau, Loures, Portugal.
Under the influence of Psyche, The Power Plant – Contemporary Art Gallery, Toronto, Canadá.
Filmes de Vasco Araújo, Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, Lisboa, Portugal.
É nos sonhos que tudo começa, Galeria Progetti, Rio de Janeiro, Brasil.
Botânica, Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, Lisboa, Portugal.

2013
Hipólito, MAP – Museu de Arte Popular, Lisboa, Portugal.
Dame de…, Old School #Paris, Loge Sarah Bernard – Théâtre de la Ville, Paris, França.
Debret, Pinacoteca do estado de S. Paulo, S. Paulo, Brasil.
Vulcano, Museu Geológico- LNEG, Lisboa, Portugal.

2012
Historias de identidade, Galeria Horrach Moya, Palma de Maiorca, Espanha.
Story telling, Northampton Museum and Arte Gallery/ Abington Park Museum and Picturedrome, Northamptom, Reino Unido.
LuvasParis, Café Galeto, Lisboa, Portugal.

2011
Trabalhos para nada: O Modelo, Fundação Carmona e Costa, Lisboa, Portugal.
Império, Carpe Diem – Arte e Pesquiza, Lisboa, Portugal.
Insula, Old School – Teatro Praga, Lisboa, Portugal.
Família, Ermida Stª Maria de Belém, Lisboa, Portugal. (cat.)
Avec les voix de l’autre/ With the Voice of the others, Musée d’art de Joliette, Joliette, Canadá. (cat.)
Mente-me (Lie to me), Galeria Filomena Soares, Lisboa, Portugal.

2010
Vasco Araujo – “IN_TER_VA_LO_ DOS” – CICLO DE ARTE CONTEMPORÁNEO Y FLAMENCO – Collecion CajaSol,  Edificio sede Cajasol Sevilla, Sevillha, Espanha. (cat.)
Insula – Porta 33, Funchal,  Madeira, Portugal.
Mais que a Vida, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal; MARCO, Museum of Contemporary Art of Vigo, Vigo, Espanha. (cat.)
Debret, Museu da Cidade – Pavilhão Branco, Lisboa, Portugal. (cat.)

2009
Happy Days, Casa da Cerca, Almada, Portugal. (cat)

2008
Eco, Jeu de Paume, Paris, França. (cat.)
Vasco Araújo: Per-Versions, The Boston Center for the Arts, Boston, EUA. (cat.)
Ex Ovo Omnia, Galeria Filomena Soares, Lisboa, Portugal.
Sôdade, Voyeur Project View, Lisboa, Portugal.

2007
Perruque, La Suite – La Maison Rouge – Fondation Antoine de Galbert (Comissariado por Gérard Wajcman), Paris, France.
Facing the others, University of the Arts, Filadelfia, EUA.
A Hand of Bridge, Centro de Arte Moderna, Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
About being Different, Baltic – Centre for Contemporary Art, Newcastle, Reino Unido.

2006
Hereditas, Museu do Caramulo, Caramulo, Portugal. (cat.)
Pathos, Domus Artium 2002, Salamanca, Espanha. (cat.)
Vasco Araújo, La Nuova pesa Centro per l’arte Contemporanea, Roma, Itália. (cat)
O que eu fui, Galeria Filomena Soares, Lisboa, Portugal.

2005
L’inceste, Museu do Azulejo, Lisboa, Portugal. (cat)
Made in France, Galerie Gabrielle Maubrie, Paris, França.
The Girl of the Golden West, The Suburban, Oak Park, Chicago, EUA.
Dilemma,  Stedelijk Museum voor Actuele Kunst, S.M.A.K. (Comissariado por Eva Wittocx), Gent, Bélgica.
Vasco Araújo Recent Video, Conduit Gallery, Dallas, EUA.

2004
Dilema, Museu de Serralves/ Museu de Arte Contemporânea, Porto, Portugal. (cat)
Hamlet, Galerie Gabrielle Maubrie, Paris, França
O Amante, Galeria Filomena Soares, Lisboa, Portugal.
A Hand of Brigde, Galeria Luís Serpa, Lisboa, Portugal. (cat)

2003
Project Room, ArtCologne2003, Colónia, Alemanha.
Sabine/Brunilde, Novos Artistas da EDP, Electricidade de Portugal, SNBA, Lisboa, Portugal.

2002
Yuill/Crowley Gallery, Sydney, Austrália.
Project Room, ARCO, Feira Internacional de Arte, Madrid, Espanha. (cat)

2001
Galeria Cesar/ Filomena Soares, Lisboa, Portugal. (cat)
FADO, Home Project, xxx Las Lavras, Lisboa, Portugal. (cat)

EXPOSIÇÔES COLECTIVAS (Selecção)

2020
Homebound, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal.
Pink Flamingo, Espaço das Gaivotas, Lisboa, Portugal

2019
Vanishing Point. Works from the António Cachola Collection, Galeria do Torresão Nascente, Lisboa, Portugal.
Life, Still Life, Galeria Presença, Lisboa, Portugal.
Criteria, Galeria do Torreão Nascente, Lisbon, Portugal.  
Bel Canto: Contemporary Artists Explore Opera, SITE Santa Fe, EUA.

2018
Transantiquity, Galeria Municipal do Porto, Oporto, Portugal.
Saudade,
Museu Coleção Berardo, Lisboa, Portugal.
La NO Comunidad,
CentroCentro Cibeles, Madrid, Espanha.
Second Nature: Portuguese Contemporary Art from the EDP Foundation Collection, The Kreeger Museum, Washington DC, EUA.
ReSignifications: Black Portraiture in the Mediterranean Blue, ZAC – Cantieri Culturali alla Zisa, Palermo, Itália.
Do tirar polo natural. Inquerito ao retrato português, MNAA – Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, Portugal.
Escutar as Águas. Obras da coleção Schneider em diálogo com artistas portugueses, MNAA – Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, Portugal.
ReSignifications, Cooper Gallery, Harvard, Boston, EUA.
A Preto & Branco na Colecção da Fundação PLMJ, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa, Portugal.
Germinal – O Nucleo Cabrita Reis Na Coleção De Arte da Fundação EDP, Galeria Municipal do Porto, Porto, Portugal.
Variations Portugaises, Centre d’Art Contemporain Abbaye Saint André, Meymac, França.
Triângulo do Atlântico, 11º Bienal Mercosul, Porto Alegre, Brasil.
AIETHOPIA, Museo de Arte Africano, Valladolid, Espanha.

2017
10 000 Anos Depois Entre Vénus e Marte, Galeria Municipal do Porto, Porto, Portugal.
Género na Arte. Corpo, sexualidade, identidade, resistência, Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa, Portugal.
10 Anos MACE – UMA Coleção = UM MUSEU | 2007-2017, Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Elvas, Portugal.
Vanguardas e Neovanguardas na Arte Portuguesa Séculos XX e XXI, Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado – MNAC, Lisboa, Portugal.
Quatro Elementos, Galeria Municipal do Porto, Porto, Portugal
Re-emergence/Refaire Surface, Art Centre Le LAIT, Albi, França.
Ser e Estar – Videos da Coleção Berardo, Museu Coleção Berardo, Lisboa, Portugal.
Morphogenesis, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal
Racismo e Cidadania, Padrão dos Descobrimentos, Lisboa, Portugal. (cat.)
Da coleção em Caminha: música e palavras, Museu Municipal de Caminha, Caminha, Portugal.
Cosmic, Sonic, Animistic, CIAJG – Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Portugal.
A coisa está Preta, 7º Gradioso Fim-de-semana do Bregas, Lisboa, Portugal.

2016
O outro quando não estamos a olhar, Projecto Estórias: Portugal – África (CECL), Biblioteca FCT – UNL Caparica, Portugal.
O Jardim – da Colecção de Serralves em Braga, Museu da Imagem, Braga, Portugal.
Arquivo e Observação, BF16 – Bienal Fotografia de Vila Franca de Xira, Museu Municipal de VFX, Vila Franca de Xira, Portugal. (cat.)
Gente – De Amadeo de Sousa-Cardoso a Pedro A.H.Paixão. Cem anos de representação humana na coleção Manuel de Brito, Palácio dos Anjos – Centro de Arte Manuel de Brito, Lisboa, Portugal. (cat.)
Portugal, Portugueses, Museu Afro-Brasil, S. Paulo, Brasil. (cat.)
Segunda Natureza, MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia/ Fundação EDP, Lisboa, Portugal. (cat.)
Convidados de Verão, Fundação C. Gulbenkian/Museu C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
O lugar da voz – Sequências de filmes no anfiteatro ao ar livre, Fundação C. Gulbenkian Lisboa, Portugal.
Vanguardas e Neo-Vanguardas na Arte Portuguesa séc XXI e XXI, Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa, Portugal.
Ponto de partida – Uma seleção de obras da coleção de artes contemporânea Figueira Ribeiro, Quartel – Galeria Municipal de Arte, Abrantes, Portugal.
P.I.G.S., Galeria Municipal do Porto, Porto,Portugal.
Herdar o vento – Novas perspectivas sobre o património, Centro Cultural Fórum Eugénio de Almeida, Évora, Portugal.
There is no why, there is no I: Corpo e Fisicalidade na Coleção Norlinda e José Lima, Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, Castelo Branco, Portugal.
Coleção L.Ferreira – arte contempôranea, pintura, desenho, escultura, fotografia e instalação, Quartel/ Galeria Municipal de Abrantes, Abrantes, Portugal.
Exposição 27 – Linhas de Diálogos – Obras das Coleções Fundación Coca-Cola e de Fotografia Contemporânea de NOVO BANCO, Espaço Banco Novo, Lisboa
Ao amor do publico I – Doações da ArtRio (2012-2015) e MinC/Funarte, MAR – Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil.
P.I.G.S., ARTIUM – Basque Museum-Centre of Contemporary Art, Vitoria-Gasteiz, Espanha.

2015
Through the Barricades –  30th Anniversary of the Biennale of Young Artists from Europe and the Mediterranean, Fabbrica del Vapore, Milão, Itália.
Alrededor de una passion, Dialogo entre un coleccionista y una comisaria, Centro de arte contemporáneo Huarte, Navarra, Espanha.
As Casas na Colecção do CAM, Centro de Arte Moderna – Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
Entre Outros, Galeria Presença, Porto, Portugal.
Elective Affinities, Museu da Electricidade, Lisboa, Portugal.
Gente feliz com lágrimas, Festival Art&Talk 2015, Ponta Delgada, Açores, Portugal.
Tensão e Liberdade, CAM – Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
Rio Setecentista, MAR – Museu de Arte do Rio,  Rio de Janeiro, Brasil.
Notas de Cambio, Cercle del Liceu, Festival Loop, Barcelona. Espanha.
ReSignifications: European Blackamoors, Africana ReStagings, Sala D’Arme in Palazzo Vecchio, Palazzo Strozzi, the Medici Palazzo, and Villa La Pietra, Florença, Itália.
Tarsila e mulheres modernas no Rio, MAR – Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil.
Primeira pessoa Plural/ First person Plural, AA Contemporary Art Collection, Coimbra, Portugal.
O Museu a Haver, Fundação Eugénio de Almeida, Évora, Portugal.
Homeless Monalisa, Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.
Eu (título em construção), #26 Exposição – Obras da Coleção Novo Banco, Espaço Novo Banco, Lisboa, Portugal.
Pode o museu ser um jardim? – Obras da Colecão de Serralves, Museu, Museu de Serralves/ Museu de Arte Contemporânea, Porto, Portugal.

2014
Para lá da Pintura, CAMB – Centro de Arte Manuel de Brito, Algés, Portugal.
O Morto, Encontros para alem da história 2014, CIAJG-Centro Internacional de Arte José Guimarães, Guimarães, Portugal.
O que seria do Mundo sem as coisas que não existem?/ FRESTAS – Trienal das Artes, SESC Sococaba, Sococaba, S. Paulo, Brasil.
Acervo – Artistas Portugueses en la Colección Navacerrada, Centro de Arte Alcobendas (CAA), Madrid, Espanha.
#interference,  The Farjam Foundation, Dubai, UAE.
How the Light Gets In: Recent Work by Seven Former Core Fellows, Laura Lee Blanton Gallery, the Glassell School of Art, MFAH, Houston, EUA.
Before day break, Nuit Blance, Toronto, Canadá.
De Ultramar, The Pipe Factory, Glasgow, Reino Unido.
A composição do ar; Coleção permanente e outras obras, CIAJG – José de Guimarães Internacional Arts Centre, Guimarães, Portugal.
Intendente, Sociedade Recreativa do Intendente, Lisboa, Portugal.
All that Falls, Palais de Tokyo, Paris, França.
Do Sagrado na Arte – Envangelho Comentados por artistas, Mosteiro de S. Vicente, Lisboa, Portugal.
Les Belles Infidèles, Galeria Horrach Moya, Palma de Maiorca, Espanha.
A visão Incorporada, performance para a câmara, Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, Lisboa, Portugal.
Sequins, Self & Struggleer, University of Cape Town, Cidade do Cabo, África do Sul.
Barockt, Kulturhuset Stadsteatern, Estocolmo, Suécia.
(W)hen (O)ceans (M)eet, Michaelis School of Fine Art, Upper Gallery, Cidade do Cabo, África do Sul.
The bells are still ringing, Galeria Graça Brandão, Lisboa, Portugal.

2013
Música e Palavras: Obras da Coleção de Serralves, Edificio AXA, Porto, Portugal.
Sob o Sigo de Amadeo, Um Século de Arte, CAM – Centro de Arte Moderna, Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
Um retrato quase apagado, Bienal de Cerveira, Vila Nova de Cerveira, Portugal.
Sobre Papel/ On Paper, Centro de Artes Visuales – Fundación Helga de Alvear, Cáceres, Espanha.
Coleção Manuel de Brito – Aquisições Recentes, CAMB – Centro de Arte Manuel de Brito, Lisboa, Portugal.
Sincronias: Artistas Portugueses en la colección António Cachola, MEIAC – Museu Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporâneo, Badajoz, Espanha.
Old School #Paris, Théâtre de la Ville, Paris, França.
Explotations, extraction and market, The Glasgow School of Art, Glasgow, Escósia.
Super 8, MAM- Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.

2012
Trayectorias. Diez años de video y fotografía en la colección Coca-Cola – Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo MEIAC, Badajoz, Espanha.(cat.)
SUPER 8 – Part 2 – Künstlerhaus Bethanien, Berlim, Alemanha.
Premio Bienal de Fotografía Purificación García 2012 – Círculo de Bellas Artes de Madrid (CBA), Madrid/ Museo de Pontevedra, Pontevedra/ DA2 – Domus Artium 2002, Salamanca, Espanha. (cat.)
Abraço 20 anos, Galeria Graça Brandão, Lisboa, Portugal.
SUPER 8 – Part 1 – Künstlerhaus Bethanien, Berlim, Alemanha.
Camcloser,  Interferências- Mostra de arte publica, Galeria da estação Baixa-Chiado Bluestation/ Metropolitano de Lisboa, Lisboa, Portugal.
Are you still awake?, MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa, Portugal.
Vérride – Lisbonweek 2012, Palácio de Santa Catarina, Lisboa, Portugal.
Riso, Fundação EDP, Lisboa, Portugal. (cat.)
Trayectorias. Diez años de vídeo y fotografia en la colección Coca-Cola, Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporâneo – MEIAC, Badajoz, Espanha.
100 Obras, 10 anos: Uma selecção da colecção  da Fundação PLMJ, Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, Lisboa, Portugal.
Eu fui o que tu és, e tu será o que eu sou, Paço das Artes, S. Paulo, Brasil.
Paredes, chão e tecto, Fuso- Anual de vídeo arte internacional de Lisboa/ Bes Arte & Finança, Lisboa, Portugal.
Entre espaços – Obras da coleção CAM, CAM/ Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
Super 8, Yerba Buena Center for the Arts, San Francisco, EUA.
Video in the City, Galerie de la Reine, Bruxelas, Bélgica.
Explotations, extraction and market (The Penzance Convention, 2012), The Exchance, Pezance, Cornwall, Reino Unido.
Travesti – Jugadas a 3 bandas, Galeria Rita Castellote, Madrid, Espanha.
Look twice – Obras de arte na colecção da Fundação, Museu das Comunicações, Lisboa, Portugal.

2011
Narratives in Progress, Likovni Salon Celje, Plevnik-Kronkowska Gallery, Regional Museum, Celje, Eslovénia.
Los últimos serán los primeros – videoarte e instalaciones en la colección CAAM ,  San Martín Centro de Cultura Contemporánea  Canarias, Espanha.
Negras Paixões, CAPC, Coimbra, Portugal.
Arqueologia do detalhe, Casa das Artes, Vigo Espanha.
Super 8, Christopher Grimes Gallery, Los Angeles, EUA.
Investigations of a Dog, Works from the FACE Collections, DESTE Foundation, Atenas, Grécia.
Stories of material Life, People, places, events, fictions, Fundación Helga de Alvear, Cáceres, Espanha.
Coleccionando el tiempo: Selección de obras audiovisuales de la colección Pi Fernandino – Madrid, Instituto Cervantes S. Paulo, S. Paulo, Brasil.
Investigations of a Dog, Works from the FACE Collections, Magasin 3 Stockholm Konsthall, Estocolmo, Suécia.
Tierra de Nadie, Centro Cultural Montehermoso de Vitoria-Gasteiz, Vitoria-Gasteiz, Espanha.

2010
Muito obrigado Fundacion Coca Cola Juan Manuel Sáinz de Vicuña, DA2 –  Domus Artium 2002, Salamanca, Espanha.
Bipolar – Videoarte y Fotografía en la Coleccíon del CAAM, Centro Atlantico de Arte Moderna, Canarias, Espanha.
A culpa não é minha – Colecção António Cachola, Museu Colecção Berardo, Arte Moderna e Comtemporânea, Lisboa, Portugal.
Res Publica, 1910 e 2010 face a face– Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
Investigations of a Dog, Works from the FACE Collections, La maison Rouge, Paris, França.
Uma das margens da história – exemplos de video arte Portuguesa, Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro; MIS – Museu da Imagem e do Som, S. Paulo, Brasil.
Impresiones y comentario – Fotografía contemporánea portuguesa, Fundació  Foto Colectania, Barcelona, Espanha.
Investigations of a Dog, Works from the FACE Collections, Ellipse Foundation – Contemporary art Collection, Art Center, Alcoitão, Portugal.
IN_TER_VA_LO_ DOS– CICLO DE ARTE CONTEMPORÁNEO Y FLAMENCO – Collecion CajaSol, MADC –  Museo de   arte y diseño contemporaneo, Costa Rica.
Tiresias – Video de artistas made in Portugal, Centro Cultural Espana, Montevideo, Uruguai. (cat.)
O dia pela noite, Lux-Fragil, Lisboa, Portugal.
Arrivals and Departures_Europe, Galleria Comunale d’Arte Contemporanea de Monfalcone, Ancona, Itália.
Carris – Arte em Movimento, Ascensor do Lavra, Lisboa, Portugal.

2009
Tiempo del arte – 20 CAAM, 1989-2009, Centro Atlantico de Arte Moderno,Las Palmas, Espanha.
Investigations of a Dog, Works from the FACE Collections, Fondazione Sandretto Re Rebaudengo, Turim, Itália.
IN_TER_VA_LO_ DOS – CICLO DE ARTE CONTEMPORÁNEO Y FLAMENCO – Collecion CajaSol, Sala  Fonseca, Salamanca, Espanha.
A Beleza do Erro, LX Factory, Lisboa, Portugal. (cat.)
Serralves 2009: A Colecção, 2ª Parte: Vídeos e Filmes na Cidade, Porto, Portugal. (cat.)
Timeless Territories, Tão Brilhante como o Sol/ Art Algarve 2009,  Mina Campina de Cima, Loulé, Portugal.
Arriscar o Real Colecção Berardo, Museu Colecção Berardo, Arte Moderna e Comtemporânea, Lisboa, Portugal.
Varios Artistas, Nuevas Adquisicviones Fundacion Coca Cola Juam Manuel Sáinz de Vicuña, DA2 –  Domus Artium 2002, Salamanca, Espanha.
Portugal,CAC – Centro de Arte Contemporânea de Vilamoura, Vilamoura, Portugal.
Intervalo – Alonso Gil y Vasco Araújo – Collecion CajaSol, Sala Cajasol Jerez, Espanha
Everything has a name, or the potential to be named, Gasworks, Londres, Reino Unido.
Gosto de Mulheres, Galeria do Arade, Portimão, Portugal.
In connection, Pavilhão 26, Hospital Julio de Matos, Lisboa, Portugal.(cat.)
Hair du Temps, Galerie d’Art du Conseil Général, Aix en Provence, França. (cat.)
Intervalo – Collecion CajaSol, MEIAC, Badajoz, Espanha.

2008
O Presente: Uma Dimensão Infinita, BesArte – Colecção Banco Espirito Santo, Museu Colecção Berardo, Arte Moderna e Contemporânea (Comissariado por Maria de Corral e Lorena Martinez de Corral), Lisboa, Portugal.
Em vivo contacto, 28º Bienal de São Paulo ( Comissariado por Ivo Mesquita e Ana Paula Cohen), S. Paulo, Brasil.
Listen darling… the world is yours, Ellipse Foundation – Contemporary art Collection, Art Center, Alcoitão, Portugal.
Aquilo sou eu, Auto- retratos Contemporâneos na Colecção Safira & Luis Serpa, Fundação Carmona e Costa, Lisboa, Portugal.
Young at heart (remix), Centro Cultural de Cascais (Comissariado por Alexandre Melo), Cascais, Portugal.
Arte Comtemporânea/ Colecção L. Ferreira, Galeria Municipal de Artes de Abrantes, Abrantes, Portugal.
Todas as histórias, Museu de Serralves/ Museu de Arte Contemporânea (Comissariado por Isabel Braga e Sandra Guimarães), Porto, Portugal.
Paixóns privadas, visións públicas, MARCO, Museo de Arte Contemporánea de Vigo (Comissariado por Fernando Castro Flórez), Vigo, Espanha.
Rencontres internacionales Paris/ Berlin/ Madrid, Haus der Kulturen der Welt, Berlim, Alemanha.
Dialogue Intime, Arts Le Havre 08, Biennale d’Art Contemporain, Musée Malraux (Comissariado por Ger Van Elk), Le Havre, França.
Sobre a Defesa e o Ataque, Colecção António Cachola, MACE – Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Elvas, Portugal.
The Suburban, Ulrich Museum of Art in Wichita, Kansas, EUA.
Artes Mundi, Wales Internacional Visual Art Exhibition and Prize, National Museum Cardiff, Cardiff, Wales, Reino Unido.
Ponto de Vista, Obras pa Colecção da Fundação PLMJ, Pavilhão Branco do Museu da Cidade, Lisboa, Portugal.
Parangolé – fragmentos desde los noventa en Brasil, Portugal y España, Museu pátio Herreriano de Valadolid (Comissariado por David Barro e Paulo Reis) Valadolid, Espanha.
Ne pas jouer avec des choses mortes, Centre National d’Art Contemporain de la Villa Arson, Nice, França.

2007
Rencontres internacionales Paris/ Berlin/ Madrid, Jeu de Paume, Paris, França.
Desedificar o homem – Aproximações de arte contemporânea para uma possível discussão sobre a questão do género masculino, Galeria Municipal Paços do Concelho / Doispaços Galeria Municipal / Transforma ( Comissariado por Hugo Diniz), Torres Vedras, Portugal.
Residents, Espace Electra (Comissariada por Nathalie Viot), Paris, França
Vision: A, Instituto Cervantes Pekin/ Milão / Lyon/ Casablanca, China/ Itália/ França/ Marrocos. (cat.)
Kinds of Images, Video Brasil, SESC (Comissariada por Berta Sichel), S. Paulo, Brasil.
Kara Walker and Vasco Araújo:  Reconstruction, Museum of Fine Arts (Curated by Alison Greene), Houston, Houston, EUA.
Vision: A, Instituto Cervantes Pekin/ Milão / Lyon/ Casablanca, China/ Itália/ França/ Marrocos. (cat.)
Trunk, The Nordic Art Video Festival, Ostersund, Suécia.
Por Entre as Linhas, Museu das Comunicacões, Lisbon, Portugal. (cat.)
On Young at Heart, Galeria Helga de Alvear, Madrid, Espanha.
Colecção António Cachola, MACE, Museu de Arte Contemporânea de Elvas (Comissariado por João Pinharanda), Elvas, Portugal.
Troca de Olhares, Instituto Camões/ Maputo & Luanda (Comissariada por Isabel Carlos), Moçambique e Angola. (cat.)
Spaces of Hospitality, Museu de Antioquia (Comissariada por María Inés Rodríguez, Jaime Ceron, Jose Roca, Oscar Munoz, Ana P. Cohen), Medellin, Colômbia.
Prémio BesPhoto, Centro Cultural de Belém, Lisboa, Portugal. (cat.)

2006
Nuestra musica, silenciosamente, Centro Cultural Chacao, (Comissariado por Gabriela Rangel e Maria Ines Rodrigues), Caracas, Venezuela.
Cher Ami, Omgaan Met Kunst en Nature, Ansterdan, Holanda.
Open House, Centro Cultural de Cascais, (Curated by Alexandre Melo, Manuel Gonzáles, Pedro Lapa), Cascais, Portugal.
Densidades Relativas, Centro Cultural Emmerico Nunes/ Centro de Artes de Sines (Comissariado por Leonor Nazaré), Sines, Portugal. (cat.)
Ciclo internacional de video Albiac 06’, Rodalquitar, Parque natural cabo de Gata (Comissariado por Javier Marroquí y David Arlandis), Nijar, Almerida, Espanha.
El vídeo-arte en Portugal (Comissariado por  Catarina Campino, David Barro), “Revolución – Conferencias” (Comissariado por  Ana Melrero), Subimagen 06 – IV Festival Audiovisual (organização: La Vaguada – Instituto de Educación Secundária, Junta de Castilla y León, CFIE Zamora), Salón de Actos de la Fundación Rei Afonso Henriques, Zamora, Espanha. (cat.).
Drei Farben – Blau, XIII Rohkunstbau (Comissariado por Mark Gisbourne), Grobleuthen, Alemanha. (cat.)
Ellipse Foundation Contemporary Art Collection, Ellipse Foundation (Comissariado por Alexandre Melo, Manuel Gonzáles,   Pedro Lapa), Alcoitão, Portugal. (cat.)
Sala de Espelhos, NCCA, Center for Contemporary Art (Comissariado por João Pinharanda), Moscovo, Rússia. (cat.)
Troca de Olhares, 26 Anos – Encontros de Fotografia, CAV, Centro de artes Visuais (Comissariado por Delfim Sardo), Coimbra, Portugal. (cat.)
Espelho de Ulisses, Centro de Arte de S. João da Madeira (Comissariado por Luisa Soares de Oliveira), S. João da Madeira, Portugal. (cat.)
12.3, 5 Artistas no Ministério da Economia e Inovação (Comissariado por Delfim Sardo), Palácio da Horta Seca, Lisboa, Portugal. (cat.)
Territorio Oeste, Museo de Arte Contemporáneo Unión Fenosa, MACUF (Comissariado por Fernando Frances), A Coruña, Espanha. (cat.)
Collapse, impact event, Moira, Utrecht, Holanda.

 2005
Videoevento, Accademia Internazionale di Studi in Arti e Media di Torino, Turim, Itália.
Corpo Impossível, Palácio Nacional de Queluz (Comissariado por Nuno Crespo), Queluz, Portugal. (cat.)
Densidades Relativas, Centro de Arte Moderna, Fundação C. Gulbenkian (Comissariado por Leonor Nazaré), Lisboa, Portugal. (cat.)
Del Zero al 2005, Fundacion Marcelino Botin (Comissariado por David Barro), Santander, Espanha. (cat)
Voix Off, Centre R. d’Art Contemporain Languedoc Roussillon (Comissariado por Noelle Tissier), Sète, França.
Baroque and Neo-Baroque, “The Hell of the Beautiful”, DA2, Domus Artium 2002 (Comissariado por Javier Panera), Salamanca, Espanha. (cat)
Portugal Novo – Artistas de hoje e amanhã, Pinacoteca (Comissariado por Alexandre Melo), S. Paulo, Brasil. (cat)
Contrato Social, Museu Bordalo Pinheiro (Comissariado por João Pinharanda), Lisbon, Portugal. (cat.)
2000-2004 Prémios EDP Novos Artistas, Palácio da galleria (Comissariado por João Pinharanda),Tavira, Portugal.
Contour, 2nd Biennal for Video Art, Nechelen, (Comissariada por Cis Bierinckx), Bélgica. (cat)
O Nome que no peito escrito tinhas, Mosteiro de Alcobaça, (Comissariada por Alexandre Melo), Alcobaça, Portugal. (cat)
Experience of Art, La Biennale di Venezia. 51th International Exhibition of Art, Pavilhão de Itália, (comissariada por Maria de Corral), Veneza, Itália. (cat)
Purificacion Garcia, Concurso de Fotografia 2005, Círculo de Bellas Artes, Madrid. Sala de Columnas; Fundación Bartolomé March, Palma de Mallorca; Palau de la Virreina, Barcelona; Palacio Galveias, Lisboa; Centro Cultural de la Diputación,  Ourense; Bilbaoarte, Bilbao, Espanha. (2006). (cat)
Take me to Portugal, Take me to Spain, Video Program, Netherlands Media institute, Amsterdão, Holanda.
Radicais Libres, Auditorio de Galicia, Santiago de Compostela, Espanha (cat)
Portugal: Algumas Figuras, LAA, Laboratório de Arte Alameda, Cidade do México, México.
Dialectics of Hope, 1st Moscow Biennale of Contemporary Art, State Museum of Rosizo, Moscovo, Rússia. (cat)

2004
Video Zone, the 2 Internacional Video Art Bienial, Tel Aviv, Israel. (cat)
20+1, Artistas Portugueses nas Coleccións CGAC, Centro Galego Arte Contemporánea, Santiago de Compostela, Espanha. (cat)
Amalgama, Comtemporary Art Museum, Houston, Houston, EUA.
E-Flux Video Rental, e-flux space (Curated by Regine Basha), New York, EUA.
2004 CORE Artist in Residence, Glassell School of Art, Houston, EUA. (cat)
Transat Video, St. Laurent de Terregatte, França.

2003
Coimbra C, Circulo de Artes Plásticas de Coimbra( Comissariado por António Olaio), Coimbra, Portugal. (cat)
Otras Alternativas, Novas Experiências Visuais em Portugal , MARCO, Museum of Contemporary Art of Vigo (Comissariado por David Barro), Vigo, Espanha. (cat)
Continuare, Biennial da Maia 03, Forum da Maia, Maia, Portugal. (cat)
Alguns Fragmentos do Universo (Continuação 5), Centro Cultural Emmerico Nunes, Sines, Portugal.
Europe Exists, Macedonian Museum of Cntemporary Art, Thessaloniki, Grécia. (Cat)
Solo (For Two Voices), Center for Curatorial Studies, Bard College, Annandale, NY, EUA.
Melodrama, MARCO, Museum of Contemporary Art of Vigo, Vigo, Espanha. (cat )
Universal Strangers, Borusan Art Gallery, Istanbul, Turkey. (cat)

2002
Melodrama, Palacio de los Condes de Gabia, Granada, Espanha. (cat)
Arte-Público, Culturgest, Lisboa, Portugal.
Sob Vigilância, Fabrica de Polvora, Barcarena, Portugal.(cat)
Interpress, Lisboa, Portugal.
Biennale of Sydney 2002, Museu de Arte Contempôranea, Sydney, Austrália. (cat)
Melodrama, ARTIUN, Centro-Museo Basco de Arte Contemporâneo, Vitoria-Gasteiz, Espanha. (cat)
Trans Sexual Express, a classic for the Third millennium, City Council Hall, La Coruna, Espanha. (cat)
Galeria Nara Roisler, S. Paulo, Brasil.
Trans Sexual Express, a classic for the Third millennium, Kunsthalle Mucsarnok, Budapeste, Hungria. (cat)

2001
Intrevenção no Restaurante da Valentim de Carvalho, Projecto com Isabel Carlos e Hernâni Marcelino, Lisboa, Portugal.
Trans Sexual Express, Barcelona 2001, a classic for the Third millennium, Centre d’Art Santa Mónica, Barcelona, Espanha. (cat)
Some Enchanted Evening, performance, Galeria Filomena Soares, Lisboa
NADA, Marvila Capital do Nada, Lisboa. (cat)

2000
Emergências, Lugar Comum, Fábrica da Pólvora, Barcarena, Portugal.
Nonstopopening-Lisboa, galeria ZDB, Lisboa, Portugal.
Try to be more accomodating (we love our audience), W.C. Container, Edificio Artes em Partes, Porto, Portugal.
O carteiro toca apenas duas vezes 11 projectos de estudantes da Escola de Artes Visuais Maumaus para o Museu das Comunicações, Lisboa, Portugal. (cat)
Southern Exposure/ www.gotofrisco.net, Festival Video/  “SISTER SPACES” San Francisco, EUA.

1999
Portuguese New Visions, BEST-IST, Cisterna da F.B.A.U.L., Lisboa, Portugal.
Escultura na Praça, Cordoaria Nacional, Lisboa, Portugal. (cat)
Quartos, Chambres, Zimmer, Rooms, águas correntes no Convento de Francisco/ F.B.A.U.L., Lisboa, Portugal. (cat)
Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo, Roma, Itália.
After Eight, Galeria Zé dos Bois, Lisboa, Portugal.

COLECÇÕES PUBLICAS:

Banco de España, Espanha
Câmara Municipal de Lisboa – Museu de Lisboa, Portugal
Cajasol Obra Social, Espanha
Centre Pompidou, Musée d’Art Modern, França
Centro Atlantico de Arte Moderna, Espanha
Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian; Portugal
Credit Suisse, New York, EUA
Colecção António Cachola , Portugal
Coleção de Fotografia do Novo Banco, Portugal.
Colecção Banco  Privado, (in depósito at Fundação de Serralves), Portugal
Colecção Banco Português de Negócios, Portugal
Collection Mundus Novus, Miami, EUA
Colecção PCR, Portugal
Coleccion Purificacion Garcia, Espanha
Ellipse Foundation Contemporary Art Collection, Portugal
Farjam Foundation, Dubai
FRAC Bretagne, França
Fundação Carmona e Costa, Portugal
Fundação Ilídio Pinho, Portugal
Fundação Leal Rios
Fundação Portuguesa das Comunicações/ Museu das Comunicações, Portugal
Fundação PLMJ, Portugal
Fundación Coca-Cola, Espanha
Fundação EDP, Portugal
Fundación Helga de Alvear, Espanha
Fundación RAC – Rosón Arte Contemporânea
Fundación Centro Ordóñez-Falcón de Fotografía – COFF, Espanha
Fundation ARCO, Madrid, Espanha
Lab’Bel – Laboratoire Artistique du Group Bel, França
MAR – Museu de Arte do Rio, Brasil
Museu Colecção Berardo, Arte Moderna e Contamporânea, Portugal
Museo Nacional Reina Sofia, Centro de Arte, Espanha
Museu de Serralves/ Fundação de Serralves, Portugal
Museum of Fine Arts, Houston, EUA
Pinacoteca do Estado de S. Paulo, Brasil.

BIBLIOGRAFIA (Selecção)

Imprensa

2017
Caetano, Maria João, “Bem-vindos ao Parque Temático de Vasco Araújo, agora sem censura”, in Diário de Noticias/ Mais artes. 04.04.2017
Marques Santos, Cláudia, “Vamos ao parque”, in Visão. 02.03.2017
Bucis, Bruno, “Mostra de vídeos no DF cria alegorias para o poder”, in Metro Brasília, 07.02.2017
Maciel, Nahima, “Sob o impacto do poder”, in Correio Braziliense, 07.02.2017

2016
Cavallo, Francesca Laura, “Vasco Araújo: Decolonial Desire”, in Camera Áustria,  nª136, 2016
Frota, Gonçalo, A vidinha Continua – Seja qual for a tragédia”, in Público, 17.11.2016
Martins, Celso, “Olhares Cruzados”, in Revista/ Expresso, 29.10.2016
Dinis, Hugo, “Portugal Portugueses”, In Contemporânea, Outubro 2016
Andrade, Sérgio, “Observar, fotografar e arquivar em Vila Franca de Xira”, in Público, 17.10.2016
Fazenda Rodrigues, Sérgio, “A oportunidade de pensar o património pela arte”, Setembro 2016
Castelo Branco, Sara, “PIGS”, in Contemporânea, Setembro 2016
Harding, Charlotte, “new London Photography show calls into  question the Colonial Gaze, in British Journal of Photography, www.bjp-online.com, 07.10.2016
Salema, Isabel, “Uma máquina de fazer utopia que nasceu em Luanda”, in Público, 07.09.2016
Martins, Celso “A saúde da memoria”, in Revista/Expresso.03.09.2016
Martins, Celso, “Desnaturalizar a natureza” ”, in Revista/Expresso, 06.08.2016
Martins, Celso, “Num tempo encontrado” ”, in Revista/Expresso, 29.07.2016
Marmeleiro, José, “A colecção a tentar falar connosco” in Ípsilon/ Público, 29.07.16
Crespo, Nuno, “Primeiros pequenos passos?” in Ípsilon/ Público, 01.07.16
Salema, Isabel, “Penélope suave”, in Ípsilon/ Público, 01.07.16
Gorjão Henriques, Joana, “Quem tem medo das marcas do colonialismo no espaço público?”, in Público, 26.06.2016.
Sobral, Cláudia, “O ser humano em oito partes”, in Jornal I, 21.06,2016.
Fonseca, Carina, “Impedido de filmar esculturas para obra critica do colonialismo”, in Jornal de Notícias, 15.06.2016
Frota, Gonçalo, “Vasco Araújo acusa Portugal dos Pequenitos”, in Público/ Cultura, 01.06.2016.
Neto Parra, Bernardo, “Artista Plático “incrédulo” por não poder filmar no Portugal dos Pequenitos”, in Diário das Beiras, 31.05.2016.
Alvarinhas, Margarida, “Artista impedido de filmar no Portugal dos Pequenitos”, in Diário de Coimbra, 31.05.2016
Câncio, Fernanda, “Portugal dos pequenitos impede obra critica do colonialismo”, in Diário de Notícias/ Sociedade, 31.05.2016
Braz, Ivo André; Marques, Bruno, “ Vasco Araújo et Alii – A in-atualidade da identidade comtemporânea” in Revista de História da Arte, nº12, Instituto de História da Arte/ FCSH-NOVA, 2015
Martins, Celso, “Jogos ibéricos”, in Revista/ Expresso, 02.04.2016
Meneses, Inês, “Parece que já não é possível amar”, in Revista/Expresso, 01.01.2016

2015
Synek, Manuela, “Criando Histórias em novas narrativas”, in Umbigo, nº55, Dez. 2015
Rodrigues, Clara, “Artist work on themes and emotions people don’t want to confront”, in Times of India, 05.12.2015
Ians, Panaji,  “For humane world, kids should access art early: Portuguese artiste”, in www.businessstandart.com . 04.12.2015
Pillai, Pooja, “Examining Memory”, in Indian Express, 26.11.2015
Sheth, Samira, “Capturing the Human Condition”, in Timeline Goa, nov.2015
Machado, Christine, “Heritage of the past”,in The Goan, 15.11.2015
Buzz, NT, “Thinking man’s art”, in The Navhind Times, 14.11.2015
Viegas, Helena, “Os artistas não são de um só sitio”, Revista montepio, Verão 2015, nº18, 2015
Esteban, Guilermo, “Una Maratón por las galerias de la Nit de l’Art”, in Ultima Hora, 18.09.15
Torío, Marcos, “De cabeza en la Nit de l’Art”, in El Mundo, 18.09.15.
Vallés, M. Elena, “El dedo en llagas politicas y sociales”, in Diário de Mallorca, 18.09.16
Ferreira, Cláudia, “E eles tinham coisas para me dizer…/ Vasco Araújo no CAV”, in www.mutantes.pt, 03.08.15
Rato, Vanessa, “Born in the eighties?”, in Público/Ípsilon, 07.08.15
Lenot, Marc, “Walk and Talk: une exposition trompeuse”, in Amateur d’art, par lunettes Rouges, 15.08.15
Lenot, Marc, “Tension et Liberté. Corps contraints et Cultures mêlées”, in Amateur d’art, par lunettes Rouges, 22.06.15
Marmeleira, José, “ Há uma exposição de arte politica no CAM”, in Público/ Ípsilon, 19.06.15
Soares de Oliveira, Luísa “O museu visto pelos artistas”, in Público/ Ípsilon, 22.05.15
Vahia, Liz, “Uma Mona Lisa ao relento”, in www.artecapital.net, 2015
Diniz, Hugo, “Demasiado pouco, demasiado tarde”, in www.artecapital.net, 2015
Lenot, Marc, “De l’invisibilité du noir (Vasco Araújo)”, in Amateur d’art, par lunettes Rouges, 30.04.15
Castelo Branco, Sara, “Colectiva, Pode o Museu ser um Jardim”, in www.artecapital.net, 2015
Lesturgie, Gauthier, “Vasco Araújo opening up a critical space”, in Contemporary and (Platform for international art from african perspectives), Fev 2015.
Lenot, Marc, “De l’invisibilité du noir (Vasco Araújo)”, in Amateur d’art, par lunettes Rouges, 30.04.15
Lenot, Marc, “Under the Volcano (Vasco Araújo)”, in Amateur d’art, par lunettes Rouges, 30.04.15

2014
Martins, Celso, “Ano bom, Ano mau”, in Actual/ Expresso, 27.12.14
Martins, Celso, “A beleza e o imperio”, in Actual/ Expresso, 01.11.14
Soares de Oliveira, Luísa, “Esse outro que me define”, in Público/ Ípsilon, 03.10.14
Whyte, Murray, “The summer art exhibit that talks a lot without having much to say”, in Toronto Star, 20.07.2014
Elliot, Monique, “The big Reveal”, in  Collections Magazine, 2014
Mierins, Krystina, “Vasco Araújo, Power Plant/ Toronto”, in Artillery, K+killer texto n art, 02.09.14
Rato, Vanessa, “ Intendente, a mudança em Marcha”, in Público/ Ípsilon, 30.05.14
Rato, Vanessa, “Vasco Araújo – Dez anos de filmes em revisão”, in Público/ Ípsilon, 16.05.14
Belo Marques, Guiomar, “A perversa exibição do exótico imperial”, in Jornal de Angola, 29.04.14
Gustavsson, Matilda, “ Barock värld b°ade d°a och nu”, in Dagens Nyheter – Kultur, 03.04.14
Martins, Celso, “Floresta de enganos”, in Actual/ Expresso, 22.03.14
Rato, Vanessa, “Somos todos brancos”, in Público/ Ípsilon, 14.03.14
Falcão, Carolina, “Botânica. Quando a fauna era flora”, in Jornal i, 13.03.14
Crespo, Nuno, “Comunidades Sntimentais”, in Público/ Ípsilon, 14.02.14
Meireles, Ana, “Ana Santos surpreendida com Prémio EDP Novos Artista”, in Diário de noticias/ Artes, 11.02.14

2013
Díaz-Urmeneta, Juan Bosco, “Fértil resistência”, in El País/ Babelia, 24.08.13
Vilar, Helton, “Reencenando Debret”, in Http://ocorpodaarte.com, 21.08.13
Cypriano, Fábio, “Mostras da Pinacoteca dialogam com século 19”, Folha de S. Paulo, 10.06.2013
Solis, René, “Teatro Praga, Catastrophe três aérienne”, Liberation, 04.06.13
Monteiro, Vera, “De Lisboa para o mundo vai-se com muito trabalho e muito pouco tempo”, in Público, 13.04.2013
Guardão, Maria João, “Leda Catunda & Vasco Araújo” Up Magazine/ Diálogos Atlânticos, nº66, Abril 2013.
Marti, Silas, “ Gravuras de Debret inspiram esculturas de artista português”, in Folha de S. Paulo/ Ilustrada, 22.03.13.
Crespo, Nuno, “ A natureza inclemente” in Público/ Ípsilon, 01.02.13
Soares, Zara, “Vasco Araújo – Vulcano”, in www.artecapital.net, 2013
Souto Cunha, Sílvia, “Erupções, Um vídeo de Vasco Araújo recupera medos ancestrais” in Visão/ sete , 10 de Janeiro de 2013.
Soares de Oliveira, Luísa, “ O Vulcão de Vasco Araújo”, in Público/ 2, 13.01.13

2012
Lourenço, Gabriela, “Arte não é para agradar”, in Visão, 06.12.12
Homem Marques, Catarina, “A cada qual o seu outro”, in Time out Lisboa, 5-11 de Dezembro 2012
Emídio Marques, Joana, “O que ando a ver, a ler e a ouvir”,  in Quociente de inteligência/ Diário de Noticias, 01.12.12
Carneiro, João, “Exóticos e imortais”, in Actual/ Expresso, 01.12.12
Dias Cordeiro, Ana, “Infestados de identidade”, in Ípsilon/ Publico, 30.11.12
Synek, Manuela, “Vasco Araújo dá forma aos afectos e às inquietações humanas”, in Umbigo, nº40, Março de 2012.
Trindade, Patrícia, “Vasco Aarújo, Trabalhos para nada, O modelo”, in www.artecapital.net, 2012

2011
Ribeiro Sanches, Manuela, “Defesa da «correcção política» em tempos de penúria económica e intelectual.” in Le monde Diplomatique, nº60, Outubro 2011.
Marquilhas, Maria Beatriz, “Colectiva – Ciclo de exposições”, in www.artecapital.net, 2011
Martins, Celso, “Império”, in Actual/ Expresso, 23.07.11
Marmeleira, José, “ A arte portuguesa ainda não descobriu o fim do império”, in Ípsilon/ Público, 22.04.11
Peralta, Elsa, “Conspiração de silêncio: Portugal e o fim do império colonial”, in Le monde diplomatique, nº 52, fevereiro 2011
Calém Louro, Maria, “Um eu Outro”, in L+arte, nº80, Fevereiro 2011
Soares de Oliveira, Luísa, “A ética do artista”, in Ípsilon/ Público, 28.01.11
Matos, Miguel, “Com a verdade me enganas…”, in TimeOut, nº 173 19-25 Janeiro 2011.

2010
Crespo, Nuno, “ A Ilha de Araújo”, in L+Arte, nº78, Dezembro 2010
Faguet, Michèle, “Vasco Araújo and Javier Téllez”, in ArtForum, Oct 2010
Pires do Vale, Paulo, “Vasco Araújo y la historia del futuro, in Dardo, nº14, Jun. –Sep. 2010
Crespo, Nuno, “Não é isto a vida”, in L+Arte, nº73, Julho 2010
Valentina, Bábara, “Vasco Aarújo e Javiér Telléz”, in www.artecapital.net, 2010
Simões, Manuel, “ Uma viagem plástica à mais famosa discoteca portugusa através do olhar de dez artistas  que trocaram o dia pela noite”, in Up, Julho 2010.
Ferreira, Nuno Alexandre, “It lux like”, in L+Artes nº72, Junho 2010
Oliveira, Filipa, “O museu pela discoteca”, in L+Artes nº72, Junho 2010
Horta, Bruno, “ Sou um homem, mas posso ser uma mulher”, in TimeOut, 9-15 junho 2010.
Martis, Celso, “Ponto de desequilíbrio”, in Actual/ Expresso, 12.06.10
Marmeleira, José, “Fora e dentro de campo”, in ípsilon/ Público, 04.06.10
Teodósio, André, “O dia pela noite: Há um nome para isto?”, in Artes & Leilões, Maio/ Junho 2010.
Pomba, Susana, “Duettino – O estranho é aqui comum”, in Artes & Leilões, Maio/Junho 2010
Miguel, Telma, “Arte noctívaga”, in Tabu/ Jornal Sol, 14.05.10
Marmeleira, José, “ Quando a arte sai à noite”, in Ípsilon/ Público, 30.04.10
Ribeiro, Raquel, “ Os portugueses já têm corpo”, in Público/ Ípsilon, 19.03.10
Trindade, Patrícia, “Debret”, in www.magneticamagazine.com, nº 16, Março 2010.
Vaz Fernades, Francisco, “Arte em Movimento”, in Parq, nº 17 Fevereiro 2010
Vaz Fernades, Francisco, “Vasco Araújo”, in Parq, nº 17 Fevereiro 2010
Oliveira, Filipa, “ Um passado distante, um presente próximo”, in L+artes, nº68, Fevereiro 2010
Martins, Celso, “ Tristes trépicos”, in Expresso/ actual, 23.01.10
Rato, Vanessa, “ O pequeno teatro barroco do sexo nas colónias” in Publico/ Ípsilon, 22.01.10
Soares de Oliveira, Luísa, “ História num ovo”, in Publico/ Ípsilon, 22.01.10
Almeida, Cláudia, “Barroco Brutal”, in Sete Visão/ Arte, 21.01.10
Pinto, Sandra, “ Quatri Bilhetes, S.F.F.”, in Sete Visão/ Arte, 14.01.10
Porfírio, José Luís, “ As boas intenções”, in Expresso/ Actual, 16.01.10
Henriques, Margarida, “Carris usa arte contemporânea para reforçar marca e clientes”, in Diário Económico,  07.01.10
Coutinho, Isabel, “Arte em movimento por essa Lisboa”, in Público/ Cultura, 07.01.10

2009
Marmeleira, José, “Mulheres ao artaque nas exposições no ano que aí vem”, in Público/ Ípsilon, 18.12.09
Rato, Vanessa, “Isabel Carlos vai integrar júri do prémio Turner de 2010”, in Público/ P2, 17.12.09
Rato, Vanessa, “ O centro de Arte Moderna é uma bela Adormecida que tem de ser acordada”, in Público/ P2, 28.11.09
do Mar Fazenda, Maria, “Sabes quem sou?Talvez”, in L+artes, nº63, Setembro 2009.
Pomba, Susana, “ Dias de Eco”, in Artes & Leilões, nº20 Jul-Ago 09
Porfírio, José Luis, “ Happy Days e Eco”, in Expresso/Actual, 18.07.09
Riva, Caterina, “Eveything has a name…” in Kaleidoscope, Issue 02, Summer 2009.
Rato, Vanessa, “ A grande noite do Prémio Jovem Artistas EDP é hoje”, in Publico, 27.03.09
Rato, Vanessa, “Arco 2009 Uma feira melhor do que o esperado ou o optimismo é bluff?”, in Público, 16.02.09
Lobo, Paula, “Arte portuguesa ma Arco consegue escapar à crise”, in Diário de Notícias, 13.02.09
Pomba, Susana, “Tantos núcleos, tantas categorias”, in Artes & Leilões, nº 14 Janeiro 2009

2008
Faria, Óscar, “ Duas exposições revelantes de artistas Portugueses em Paris”, in Público, 28.12.08
Souto Cunha, Sofia, “ Papel de embrulho”, in Visão 18.12.08
Martins, celso, “ Em todas as direcções”, in Expresso/ Actual, 13.12.08
Marmeleira, José, “ A colecção BES”, in Publico/ Ípsilon, 12.12.08
Rato Vanessa, “Quem tem medo do vazio da Bienal de São Paulo?”, in Público, 07.11.08
Marmeleira, José, “ À volat da arte”, in L+arte, nº54, Novembro 2008
Steverlynck, Sam, “ All the Stories”, in ArtReview, Oct 2008
Rato, Vanessa, “São Paulo, a bienal polémica” in Público, 25.10.08
Cunha, Nuno, “A “obra total” de Vasco Araújo em Paris”, in Diário de Notícias/ revista Notícias Sábado’ 146, 25.10.08
Amado, Miguel, “ Vasco Araújo, Filomena Soares – Lisbon, in Flash Art, nº262, October 2008
Lambert, Emily, “The edges of society”, in Western Mail, 08.02.08
Price, Karen, “Survival tactics and a rare moth in the landscape”, in Western Mail, 14.03.08
England, Rachel, “Art imitanting life”, in Buzz, March 2008
Searle, Adrian, “eyes in the prize”, in The guardian/ Website, 01.04.08
Hubbard, Sue, “All the world gathered in wales”, The Independent, 22.05.08
Martins, Celso, “Juventude quieta”, in Actual/ Expresso, 11.10.08
Medori Brito, Paula, “O Livro de Safira”, in L+Artes, nº52 Setembro 2008
Martins, Celso, “Vasco Araújo, Ex Ovo Omnia”, in Expresso/ Actual 13.06.08
Ferreira, Nuno Alexandre, “Negócio de família”, in L+Artes, nº49  Junho 2008
Oliveira, Filipa, “O leão, o ovo, a bengala e a mesa”, in L+Artes, nº49 Junho 2008
Rato, Vanessa, “Podia ser o clube de vídeo do seu bairro, mas é muito melhor e grátis”, in Público/ Cultura, 23.05.08
Crespo, Nuno, “A arte precisa de tempo”, in DN – Gente, 03.05.08
Prado Coelho, “Indiano Venceu prémio britânico que tinha Vasco Araújo na Shortlist”, in Público, 25.04.08
Ferreira, Nuno Alexandre, “Morna”, in L+Artes, nº47 Abril 2008
Oliveira, Filipa, “ Guerra e Paz”, in L+Artes, nº47 Abril 2008
Sardo, Delfim, “Dilema, BES Art”, in Expresso/ Única, 21.03.08
Rato, Vanessa, “Isto não é um livro de autor”, in Público/ Ípsilon, 07.03.08
Medori Brito, Paula, “Até sempre”, in L+Artes, nº45 Fevereiro 2008
Marmeleira, José, “Raízes”, in L+arte, nº44, Janeiro 2008
Marmeleira, José, “ Há vida para além dos prémios?”, in L+arte, nº44, Janeiro 2008

2007
Marmeleira, José, “ Há vida para além dos prémios?”, in L+arte, nº44, Janeiro 2008
De Brugerolle, Marie, “the world as a stage I – II, in Tate etc, issue 11, Autumn, 2007
Guerra, Sílvia, “Por entres as linhas”, in www.artecapital.net, 2007
de Brugerrolle, Marie, “Next to performance”, in Flash Art, nº257, Nov-Dez. 2007
Guerra, Silvia, “Todas iguais, todas diferentes ou outra”, ”, in www.artecapital.net, 2007
Crespo, Nuno, “The Universal theater of Vasco Araujo”, in Art Papers, Set/ Out 2007
Medori Brito, Paula, “Razão practica”, in L+Artes, nº38 Julho 2007
Medori Brito, Paula, “ Contra a corrente”, in L+Artes, nº37 Junho 2007
Vaz Fernades, Fancisco, “ Vasco Araújo”, in
Prado Coelho, Alexandra, “As mentiras que eles nos contam”, in Público, ìpsilon, 02.03.07
Zacarias Gomes, Paulo, “Modelar p quotidiano com as mãos da memória”, in Semanário económico/ vidas com história, 02.03.07
Brito Mendori, Paula, “Grão a grão”, in L+Artes, nº 33 Fevereiro 07
Faro, Pedro, “Alhos e bugalhos”, in L+Artes, nº 33 Fevereiro 07
Soares de Oliveira, Luísa, “Prémio Bes Entre o silêncio e o ruído””, in Público/ Milfolhas, 02.02.07
Oliveira, Filipa, “A Herança está nos Ossos”, in L+Artes, nº 33 Fevereiro 07
Martins, Celso, “ Caminhos paralelos”, in Expresso/Actual, 27.01.06
Souto Cunha, Sílvia, “ Exposição de finalistas”, in Visão/ Cultura, 18.01.06
Rato, Vanessa, “BesPhoto, a última exposição do CCB antes do Museu Berardo”, in Público/Cultura, 18.01.07
Lobo, Paula, “ BES negocia com Museu Berardo continuação do prémio de fotografia”, in Diário de Notícias/Artes, 18.01.07

2006
Rato, Vanessa, “ Arte Contemporânea, O novo mada de Portugal”, in Público/ Cultura, 31.12.06
M.F./L.V.G., “Vasco Araujo y Janieta Eyres aportan su original mirada a Explorafoto”, in La Gaceta/ Cultura, 6.10.06
Ó.R., “Detrás de lo mirado”, in Tribuna de Salamanca/ Cultura, 06.10.06
Yuste, César, “Explorafoto cuelga también las imágenes e instalaciones del luso Vasco Araujo”, in El Adelanto/ Cultura, 06.10.06
La Paglia, Frederica, “ Vasco Araújo/ João Louro, La nuova Pesa, Roma”, Nº47 Arte e Critica, Julho-Setembro 2006
Silvério, João, “Three Colours – Blue”, in www.artecapital.net, 2006
Lobo, Paula, “Prémio Bes Photo deve ficar no CCB mas poderá ser alargado a outros países”, in Diário de Noticias/ Artes, 18.07.06
Rato, Vanessa, “Bes photo 2006, Candidatos já estão escolhidos”, in Público/ Cultura, 18.07.06
Lobo, Paula, “ Colecção Ellipse revela-se em Cascais a partir de hoje”, in Diário de Noticias/ Artes, 23.06.06
Rato, Vanessa, “Fundação Ellipse mostra colecção pela primeira vez”, in Público/ Cultura, 23.06.06
Melo, Alexandre, “Vasco Araújo, Museu Nacional do Azulejo”, in ArtForum, Maio 2006
Crespo, Nuno, “A voz e a Individualidade”, in www.artecapital.net, 2006
Martins, Celso, “Mulheres em Coimbra”, in Expresso/ Actual, 22.04.06
Amado, Miguel, “Entrevista con Vasco Araújo”, in Exit Express, nº18, March 2006
Martins, Celso, “Vasco Araújo”, in Expresso/ Actual, 25.03.06
Soares de Oliveira, Luísa, “A voz ausente da mãe”, in Público/ Milfolhas, 25.03.06
Rato,Vanessa, “Portugueses vendem cada vez mais a museus espanhóis”, in Público, 14.02.06
Crespo, Nuno, “densidades, intensidades e subtilezas”, in Público/ Milfolhas, 21.01.06
Martins, Celso, “Corpos em fugas”, in Expresso/ Actual, 07.01.06
Oliveira, Filipa, “A encenação do desejo”, in L+artes, nº20, Janeiro 2006

2005
Porfírio, José Luis, “A encenação do excesso”, in Expresso/ Actual. 17.12.05
Storr, Robert, “Topten, of 2005 by Robert Storr”, in ArtForum, December 2005
Vetrocq, Marcia, “Venice Biennale, be careful what you wish for”, Art in America, nº 8, September 2005
Iles, Chrissie, “Venice Biennale 2005”, Frieze, nº/ Issue 93 September 2005
Franco, Anísio, “O segredo é a alma do tempo”, L+artes, nº16, Set. 2005
Bellini, Andrea, “51st Venice Biennale”, Flash Art, Jul-Set. 2005
Moura, Lúcio, “Vasco Araújo”, Contemporary 21 Magazine, nº74, 2005
Rato, Vanessa, “Portugal em força no México mostra artistas jovens”, in Publico, 16.03.05
Caetano, Maria João, “Quatro Portugueses na Bienal de Veneza”, in DN/ Artes, 08.03.05
Crespo, Nuno, “Espírito do Tempo II”, in Público, 02.01.05

2004
Ruivo, Ana, “Vasco araújo e Lidia Kolovrat”, in Expresso/ Actual, 02.10.04
Soares de Oliveira, Luísa, “Bluffs”, in Público/ Mil Folhas, 25.09.04
Brugerolle, Marie, “Vasco Araújo”, ArtPress, September 2004
Crespo, Nuno, “O magnifico isolamento”, in Publico/ Mil Folhas, 17. 07. 04
Sarmento, Tânia, “Em busca de identidades”, in Diário Económico/ Fora de Serie, nº 7, Maio 2004.
Melo. Alexandre, “Others Alternatives”, in Artforum,  May 2004
Ferreira Alves, Clara, “Os livros de Serralves”, in Expresso-Única, 05.06.04
Almeida, Sérgio, “Diálogos no subterrâneo”, in Jornal de notícias, 30. 04. 04
Fahl, David, “These walls can talk”, in Houston Press, April15, 2004.
Brugerolle, Marie, “Vasco Araújo”, Flash Art, Jan-Feb 2004

2003
Crespo, Nuno, “Morrer sem ter visto a Morte”, in Publico, 01.11.03
Ruivo, Ana, “Vasco Araujo, SNBA”, in Expresso, 25.10.03
Melo, Alexandre, “Como e´ que se ve uma voz?”, in Expresso, 18.10.03
Rato, Vanessa, Com Sabine e Brunilde na Sociedade nacional de belas Artes, in Publico, 14.10.03
Vieira Jurgens, Sandra, Vasco Araujo, in ARQ.-A- revista de Arquitectura e Arte, nº21, Set/Out 2003.
Nicolau, Ricardo, Encher o Olho, in PANGLOSS, nº3, Julho 2003
Barro, David, Video creacion en Portugal… un nuevo academicismo, in Lapiz, nº195, Julio 2003.
Pomar, Alexandre, Relojoaria Suiça, in Expresso, 22.02.03

2002
Ruivo, Ana, A energia das formas, in Expresso, 30.11.02
Martinez, Rosa, Melodrama, Flash Art, Julho-Setembro 2002
Palmer, Daniel, “ A Surrelist party tape” from critical interventions-Biennale of Sydney 2002, Artspace Visual Arts Center: Sydney.
Kidd, Courtney, “(the world may be) fatastic!” from State of the Arts, Maio-Agosto 2002
Fink, Hannah, “ Fabulous:(the world may be)fantastic – 2002 biennale of Sydney”, from Art monthly Australia, Julho 2002
Pomar, Alexandre, Sydney, Frankfurt, Kassel, in Expresso/Cartaz, Junho 2002
Martinez, Rosa, Menos mal que nos queda Portugal, El periodico del arte, ARCO 2002, Fevereiro de 2002
Rato, Vanessa, Prémios EDP Arte, in Público/cultura, 24.12.02

2001
Martins, Celso, Vasco Araújo, Gal. Cesar/Filomena Soares,Lisboa, in Expresso, 10.3.01
Sousa Machado, José, Vasco Araújo, Gal. Cesar/Filomena Soares,Lisboa,La Stupenda, Arte Ibérica, Março 2001
Vidal, Jaume,  El arte travestido, El Pais, Babelia, 23.06.01
Frinsach, Montse, El sexo es mou, in AVUI Barcelona, 27.06.01
Vidal, Jaume, Trans sexual express, Un mundo de identidades, in Guia del Ocio, 06.07.01
Figueres, Abel, La transsexualitat I l’art contemporani, in AVUI Barcelona, 12.07.01
Lluïsa Borrás, Maria, Transgresiones y acomodos,  La Vanguardia, 13.07.01
Fontova, Rosario, Trans Sexual Express, una cita radical al sud de la Rambla”, in El Periodico, 15.07.01
Lluïsa Borrás, Maria, Art Report no convence Calidada desigual en la selección de exposiciones ,  La Vanguardia,  20.07.01

2000
Marques, Lúcia, EMERGÊNCIAS, in Expresso. 5.2.00
Faria, Óscar, VIDAS CONTEMPORÂNEAS, in Público, 2.6.00
Campino, Catarina, REALITY CHECK, in Arte Ibérica, junho 2000
Pinharanda, João, O PROBLEMA DAS COMUNICAÇÕES, in Público, 1.9.00
Marques, Lúcia, MAUMAUS, in Expresso. 9.9.00
Santos, David, Colectiva, o Carteiro Toca Apenas Duas Vezes, in Arte Ibérica, set/out 2000
Campino, Catarina, “O carteiro toca sempre duas vezes”, in Video Plus, Outubro 2000

1999
Vidal, Carlos, Nos Labirintos da Criatividade, in A CAPITAL, 22.5.99
Pinharanda, João, Oito Personagens à Procura de Autor, in Público, 10.9.99
Martins, Celso, After-Eight, in Expresso,11.9.99

Publicações/ Catálogos

2017
Rosendo, Catarina, “Uma coleção para o século XXi”, in História da Coleção, Fundação de Serralves, Porto 2017.

2016
Santos, Rui Afonso, “Pós-Modernismo e Novos Media”, in Vanguardas e Neo-Vanguardas da Arte Portuguesa, Sec. XX e XIX, (cat.), MNAC, Lisboa, Portugal.
Amkpa, Awam, “Echoes of pasts, inscriptons of presence: ReSignifying the Blackamoors” in ReSignifications (cat.), Postcard SRL, NYU – Florence, Italy
Pontbriand, Chantal, “The Other  and the Ellipsis”, in Power Plant Pages nº4 – Under the influence of Psyche, Totonto, Canada.
Brugerolle, Marie, “Anatomy of Melancholy”, in Power Plant Pages nº4 – Under the influence of Psyche, Totonto, Canada.
Paoli, Júlia, “Under the influence of Psyche”, in Power Plant Pages nº4 – Under the influence of Psyche, Totonto, Canada.
Verna, Gaetane, “Foreword”, in Power Plant Pages nº4 – Under the influence of Psyche, Totonto, Canada.
Diniz, Hugo, “Simpatias e empatias ou talvez o que é o amor?”, in Colecção L.Ferreira – arte contemporânea, pintura, desenho, escultura, fotografia e instalação. (cat.), Câmara M. De Abrantes, Abrantes, Portugal.
Welchman, John, “The waft of the code”, in Past Realization – Essays on contemporary European art XX – XXI Vol. I, Sternberg Press, 2016, Berlin, Germany.

2015
Oliveira, Filipa, “Vasco Araújo” in Como é o museu com que sonha (cat.), Fundação Eugénio de Almeida, Évora, Portugal.
Faro, Pedro, “Anamnese Especulativa”, in E eles tinham coisas para me dizer… (Cat.), CAV, Coimbra, Portugal
Faria, Nuno, “Conversa com Vasco Araújo e Nuno Faria, in Demasiado Pouco, demasiado tarde (Cat.), CIAJG, Guimarães, Portugal.

2014
af Malmborg, Estelle, “The transhistorical Baroque”, in Barockt (Cat.), Estocolmo/ Stockholm, Suécia/ Sweeden.
Sousa Machado, João,  “Arco-Íris, 33 fragmentos para uma exposição” in Do Sagrado na Arte, Envagelhos comentados por artistas (Cat.), Lisboa, Portugal.
Santos, David, “Botânica”, in Botânica (Cat.), Documenta, Lisboa, Portugal.
Tavares, Emília, “Quando o Rio Congo submergiu a Acrópole”, in Botânica (Cat.), Documenta, Lisboa, Portugal.

2013
Vaz de Carvalho, Jorge, “Entrevista a Vasco Araújo”, in Arte e Poder – Revista de Comunicação e cultura, Nº15, Primavera-Verão 2013, FCHUCP, Lisboa, Portugal.
da Ponte, Catarina, “Entrevista a Vasco Araújo, Lisboa, Outubro 2013”, in Hipólito – Cat. Travessa da Ermida/ Museu de Arte Popular, Lisboa, Portugal.
Magalhães, Andreia, “A imagem em movimento em coleções de arte – Um modelo de catalogação”, edição Imprensa Nacional – Casa da Moeda, IHA/ FCSH, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal.
Hannud, Giancarlo, “Entrevista com Vasco Araújo”, in Debret  – Cat, Pinacoteca do Estado de S. Paulo, S. Paulo, Brasil.
Mesquita, Ivo, “ Vasco Araújo: Debret”, in Debret  – Cat, Pinacoteca do Estado de S. Paulo, S. Paulo, Brasil.
De Diego, Estrella, “La coleccionista”, in Sobre Papel, cat. Fundación Helga de Alvear, Cáceres, Espanha.
Sardo, Delfim, “Um fino termómetro social, A coleção António Cachola em contexto.”, in Coleçao António Cachola Vol. 2012, Museu de Arte Contemporânea de Elvas (Cat.), Portugal 2013

2012
Aquino, Eloise, “Les Jardin dês Sens” in Avec les voix de l’autre – cat, Musee d’art de Joliette, Canada.
Verna, Gaetane, “Avec les voix de l’autre” in Avec les voix de l’autre – cat, Musee d’art de Joliette, Canada.
Perry, Colin, “The cordwainer”, in Lsts (Cat.), Fishmarket, Northampton, U.K.
Robert-Guédon, Danielle, “Vasco Araújo” in La Collection 1997-2011 – Frac Bretagne (Cat.),  Frac Bretagne/ Lienart, France.
Tavares, Emília, “De volta ao futuro 2000-2010” in Arte Portuguesa do sec. XX/ Museu do Chiado – MNAC, Lisboa, Portugal
Fabiana, Rita, “Entre espaços”, in Entre espaços – Coleção do CAM 1968-2011/ Cadeno do CAM – CAM/ Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, Portugal
Teodósio, André, “O dia pela noite: Há um nome para isto?” in O dia pela noite cat., LuxFragíl, Lisboa, Portugal
Pomba, Susana, “Há quanto tempo estás aqui”, in O dia pela noite cat., LuxFragíl, Lisboa, Portugal

2011
Silvério, João, “A palavra e o(s) outro(s).” In Negras Paixões cat., CAPC, Coimbra, Portugal.
Faro, Pedro, “Partir a louça?” in Família Ermida Stª Maria de Belém, Lisboa, Portugal.
Baravalle, Roberto, “Gitanos di spana: video d’artista”, in comunitas, Milão, Itália.
Rangel, Gabriela, “Puntos Ciegos (Cine, feminismo y performance), in Sitac VIII Bind Spots/Puntos Ciegos”, Octavo Simposio Internacional de teoria sobre arte contemporáneo., Cidade Mexico, Mexico.

2010
Del Río, Víctor, “ Vasco Araújo, el código de la ficción” in in_ter_va_lo (Cat.), Sevilha, Espanha.
Nazaré, Leonor, “O devir comum”, in  Res Publica, 1910 e 2010 face a face (Cat.) Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal
Gomzález-Mora, Magda, “Visión: Desafíos”, in Visión: Desafíos (Cat.), Barcelona 2010
Lageira, Jacinto, “Voltar e emudecer”, F. C. Gulbenkian – Mais que Vida (Cat.),  2010
Rangel, Gabriela, “La Passion de Jeanne d’Arc (Rozelle Hospital) e Mulheres d’ Apolo, na dimensão afectiva da imagem”, F. C. Gulbenkian –  Mais que Vida (Cat.), Maio/ May 2010
Carlos, Isabel, “Mais que a vida”, F. C. Gulbenkian –  Mais que Vida (Cat.), Maio/ May 2010
Guarda, Diniz, “Tiresias, Memoria y fragmentos”, in Teresias (Cat.), Uruguay 2010
Pires do Vale, Paulo, “Breve sumário da história do futuro” in Debret – Assirio & Alvim/ Galeria Filomena Soares, Janeiro/ january  2010

2009
Melo, Alexandre, “Uma super-encenação ou uma conversa com Vasco Araújo”, in “Vasco Araújo-Happy Days” (Cat.), Almada, Portugal
Ribeiro, Ana Isabel, “(Pause.) (eyes front. Pause)”, in “Vasco Araújo-Happy Days” (Cat.), Almada, Portugal

2008
Guarda, Dinis, “ Videoarte e imagemn em movimentono mundo e em Portugal”, in “Video arte e filme de arte & ensaio em Portugal”, N-Books/ Numero – Arte e Cultura, 2008
Marmeleira, José/ Lapa, Pedro, “A apropriação do impróprio” , in “Video arte e filme de arte & ensaio em Portugal”, N-Books/ Numero – Arte e Cultura, 2008
D’Agostino Dias, Fernanda, “Vasco Araújo entrevista”, in 28º Bienal de S. Paulo, Guia, S. Paulo, Brasil.
Rodrigues, Maria ines, “Entrevista Vasco Araújo” in Eco Jeu de Paume (Cat.), Paris, França
De Lima Greene, Alison, “ A permanent presence: works by Core artists in the MFAH Collection”, in Core, Artists and Critics in residence, The Museum of Fine Arts Houston (Cat.), Houston, EUA.
Crespo, Nuno, “O Teatro Universal Vasco Araujo”, in Parangolé, fragmentos desde os 90: Portugal (Cat.), Valladolid, Espanha
Brugerolle, Marie, “the potrait of the artist as a dandy”, in Artes Mundi (Cat.), Artes Mundi Prize Limited, Cardiff, Pais de Gales.

2007
Martinez de Aguiar, Ana, “Memoria de adquisiciones 2006”, in Museu Nacional centro de Arte Rreina Sofia, Adquisiciones 2006 (Cat.), Madrid, Espanha.
Diniz, Hugo,  “Desedificar o Homem”, in Antena 3 (Cat.), Museu de Serralves, Porto, Portugal.
Melo, Alexandre, “ O carteiro que toca sempre três vezes”, in Por entre as linhas (Cat.), Museu das Comunicações, Lisboa, Portugal
Melo, Alexandre, “A primeira década”, in “ Arte e Artistas em Portugal”, Instituto Camões/ Bertrand Editora/ Circulo de Leitores, Portugal.
Cresci, Simona, “Vasco Araújo – João Louro”(cat.), La Nuova Pesa Centro per l’arte contemporanea, Roma, Italy
Carlos, Isabel, “Troca de Olhares”, Troca de Olhares (cat.), Instituto Camões, Portugal

2006
Welchman, John, “Vasco Araújo, a caminho de uma arte total”, Vasco Araújo/ ADIAC, Coda Seca, Portugal.
Seixas, Maria João, “O Canto Novo da Interioridade”, Prémio BesPhoto (cat.), CCB/ Banco Espirito Santo, Lisboa/ Lisbon, Portugal
Carlos, Isabel, “Sem titulo”, Hereditas (cat.), Assirio Alvim/ Museu do Caramulo, Lisboa/ Lisbon, Portugal
Silvério, João, “Caramulo”, Hereditas (cat.), Assirio Alvim/ Museu do Caramulo, Lisboa/ Lisbon, Portugal
Welchman, John, “Ballets de Code” Pathos (cat.), Domus Artium 2002, Salamanca, Spain.
Melo, Alexandre, “Uma Super-Encenação ou uma conversa com Vasco Araújo” Pathos (cat.), Domus Artium 2002, Salamanca, Spain.
Gil, José, “Presenças Virtuais”, Corpos impossíveis (cat.), Palácio Nacional de Queluz, Queluz, Portugal
Crespo, Nuno, “Impossibilidade e Limite”, Corpos impossíveis (cat.), Palácio Nacional de Queluz, Queluz, Portugal
Gisbourne, Mark, “Ins Blaue hinein/ Out of the Blue”, Drei Farben – Blau (cat.), XIII Rohkunstbau, Grobleuthen, Germany (cat.)
Rodriguês, Maria Inês, «”Extranjero, serás bienvenido en esta casa.” Notas sobre O Jardim de Vasco Araújo», www.anamnese.pt, Lisbon 2006
Molina, Óscar Alonso, “ Senã (le)s de identidad, Territorio Oeste (cat.), MACUF, A Coruña, Espanha.
Melo, Alexandre, “Onde estamos nós?”, 12.3 (cat.), Ministério da Ecónomia, Lisboa, Portugal, 2006.
Sardo, Delfim, “Memória e Futuro”, 12.3 (cat.), Ministério da Ecónomia, Lisboa, Portugal, 2006.

2005
Barro, David, “Del zero al 2005”, Del zero al 2005 (cat.), Fundación Marcelino Botín, Santader, Spain, 2005.
Pérez-Oramas, Luis, “Vasco Araújo y la metáfora del incesto”, L’inceste (cat.), Museu do Azulejo, Lisboa/ Lisbon, 2005
Henriques, Paulo, “ A moral museulógica”, L’inceste (cat.), Museu do Azulejo, Lisboa/ Lisbon, 2005
Silvério, João, “ As Salas do Labirinto”, L’inceste (cat.), Museu do Azulejo, Lisboa/ Lisbon, 2005
Melo, Alexandre, “Portugal Novo”, Portugal Novo artistas de hoje e amanhã (cat.), Estação Pinacoteca, S.Paulo, Brasil.
Morsiani, Paola, “Linguistic and Realistic”, Contour (cat.), Contour, 2nd biennial for video art, Mechelen, 2005
Pinharanda, João, “Quanto vale um Prémio”, 2000-2004 Prémios EDP novos artistas (cat.), Palácio da galleria, Tavira, 2005
Soares, António, “Prémios EDP novos artistas: Discurso de Imprensa”, 2000-2004 Prémios EDP novos artistas (cat.), Palácio da galleria, Tavira, 2005
Nazaré, Leonor, Densidades Relatives (cat.), Centro de Arte Moderna, Fundação C. Gulbenkian, Lisboa, 2005
Pinharanda, João, “Um Salão Crítico”, Contrato Social (cat.), Museu Bordalo Pinheiro, Lisboa, 2005
Crespo Nuno, “Amor, temor e morte”, O nome que no peito escrito tinhas (cat.), Mosteiro de Alcobaça, Alcobaça, 2005
Melo, Alexandre, “O nome que no peito escrito tinhas” (cat.), Mosteiro de Alcobaça, Alcobaça, 2005
Buxan Bran, Xosé, “Vasco Araújo”, Radicais Libres, experiencias  gays e lésbicas na arte peninsular (cat), Auditório da Galicia, Vigo, 2005
Carlos, Isabel, “The Girl of the Golden West or a Story About Being in Between”, La Biennale di Venezia – 51st International Exhibition (cat.), 2005.
Carlos, Isabel (Org.), Glamour, arte seduzida e sedutora, Colecções de arte contemporânea, n.º 3, Público, Museu de Serralves, Lisboa / Lisbon, 2005.
Wittocx, Eva, “Vasco Araújo, Dilemma”, TZNUK, Abril / April, 2005.

2004
Araújo,Vasco, Live-Act (Projecto) Protocolo, Artinsite/Memória e identidade, nº1 Verão 2004
Fernandes, João, “O Jogo de máscaras, Catalogo/ Catalogue Museu de Serralves, Abril 2004

2003
Barro David, Outras Alternativas, Catalogue of Outras Alternativas, Novas Experiências Visuais em Portugal, 2003
Gisbourne, Mark, Hippolytus, Pardon and Desire, www.anamnese.pt, Berlin, Outubro 2003
Carlos, Isabel, O Forro das Coisas, Catalogo/Catalogue Prémio EDP, Novos Artistas, Lisboa, Julho 2003
Pinharanda, João, Mascaras de Sabine e Brunilde, Catalogo/Catalogue Prémio EDP, Novos Artistas, Lisboa, julho 2003
Martinez, Rosa, Universal Strangers, Catalogo da Universal Strangers, Fevereiro 2003.
Martinez, Rosa, The Iberian Front: Spain and Portugal, in “Art in Europe 1990-2000”, SKIRA, 2003.

2002
Fernandes Dias, José, Texto sobre arte publica no nada, Catalogo de “Lisboa Capital do Nada”, Fevereiro 2002
Le Vitte Harten, Doreet, MELODRAMA, Catalogo de MELODRAMA, Abril 2002
Carlos, Isabel, SOFT WEARDNESS, Catalogo da Bienal de Sydney, Maio 2002.
Campino, Catarina, Reality check sob vigilância, catalogo de Under Surveillance/Sob Vigilância, Setembro 2002.

2001
Araujo, Vasco, in Alquimias. Dos pensamentos das Artes, 2001
Araujo, Vasco, Catalogo de TRANSSEXUALEXPRESS, a classic for the third millenniun, Barcelona 2001, 2001

2000
Faria, Óscar, 160 caracteres: uma paixão política, Catalogo “O CARTEIRO TOCA APENAS DUAS VEZES”, 2000

ArrowArrow
ArrowArrow
ArrowArrow
Time and the Other #A | 2019 | Desenho/Escultura | Cartão pintado, tecido, texto sobre papel e alfinetes | 80 x 60 x 5 cm
Slider
Phatos Formel

Escola das Artes – Universidade Católica do Porto
Porto, 2020

Momento à Parte

MAAT
Lisboa, 2019

O Triângulo Atlântico – 11ª Bienal do Mercosul

Porto Alegre, 2018

La Morte del Desiderio

Galeria Francisco Fino
Lisboa, 2018

Morphogenesis

Galeria Francisco Fino
Lisboa, 2016

Vasco Araújo – Decolonial Desires

Autograph ABP
Londres, 2016

Demasiado Pouco, demasiado tarde

CIAJG – Centro Internacional de Arte José de Guimarães
Guimarães, 2015

E eles tinham coisas para me dizer

CAV – Centro de Artes Visuais de Coimbra
Coimbra, 2015

Traducciòn

FLORA ars + nature
Bogotá, 2015

Potestad

MALBA – Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires
Buenos Aires, 2015

Botânica

MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea
Lisboa, 2014

Under the influence of Psyche

The Power Plant – Contemporary Art Gallery
Toronto, 2014

Debret

Pinacoteca do estado de S. Paulo
S. Paulo, 2013

Eco

Jeu de Paume
Paris, 2008

Dilema

Museu de Serralves
Porto, 2004

Suppose it’s all true, what then? | Galeria Presença | Porto | 14.03.20 – 02.05.20

Arte em S. Bento – Coleção Norlinda e José Lima | Palácio de São Bento | Lisboa | 05.09.2019 – 05.07.2019