José Pedro Cortes

Nasceu em 1976, no Porto, Portugal. Vive e trabalha em Lisboa.

José Pedro Cortes nasceu no Porto em 1976 e estudou em Inglaterra no Kent Institute of Art & Design (Master of Arts in Photography). Em 2005, após 3 anos a viver em Londres, regressou a Lisboa para fazer o Programa Gulbenkian de Criatividade e Criação Artística (Fotografia). Nesse mesmo ano expôs individualmente pela primeira vez no Centro Português de Fotografia (“I will not reveal you”) e Silo (“Silence”), ambos no Porto. Em 2005 foi seleccionado para o Photo London Emerging Artists Presentations e, em 2006 fez parte da exposição comissariada pela Getty Images, New Photographers 2007. José Pedro Cortes foi entre os três finalistas para o prémio BES Photo em 2014. Em 2018, inaugurou a exposição individual Um Realismo Necessário, no MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, com a curadoria de Nuno Crespo.

Outras exposições individuais incluem: Museu da Imagem (Braga, 2006), Módulo – Centro Difusor de Arte (Lisboa, 2008, 2010); White Space Gallery (Londres, 2006); CAV – Centro de Artes Visuais (Coimbra, 2013); o projecto Costa apresentado no CGAC – Centro Galego de Arte Contemporánea (Santiago de Compostela, 2015); One’s Own Arena no Museu da Electricidade, Fundação EDP (Lisboa, 2015), e foi um dos artistas do programa curatorial da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira, com a instalação Concreto Armado (VFX, 2016). Mais recentemente, Cortes foi convidado para projectos que incluem: EPEA – European Photo Exhibition Award; European Eyes on Japan e O Processo SAAL: Arquitectura e Participação, 1974-1976 , com exposição no Museu de Serralves, Porto e no Canadian Centre for Architecture, Toronto. Em 2013 participou também no MNAA Olhares Contemporâneos – Residência Fundação EDP no Museu Nacional de Arte Antiga em Lisboa.

As imagens de José Pedro Cortes são habitadas por elementos de diferentes genealogias. Pessoas, casas, paisagem, acidentes urbanísticos, tudo encontra um lugar nas suas fotografias e a estratégia, o foco, o tema alteram-se a cada imagem. Um trabalho que deve ser visto não enquanto tentativa de imposição de uma visualidade construída a partir de esquemas compositivos e plásticos, mas como esforço de compreender o mundo enquanto imagem. Quer esteja na Costa da Caparica, em Israel ou em Toyama no Japão, todos os lugares onde desenvolveu projetos mais complexos e demorados, a sua ambição é sempre usar a fotografia como ferramenta de aproximação, relação e conhecimento. 

Nuno Crespo

Bio & CV | Download

Nasceu em 1976, no Porto, Portugal. Vive e trabalha em Lisboa.

FORMAÇÃO

2006 – Programa Gulbenkian de Criatividade e Criação Artística – Curso de Fotografia, Lisboa, Portugal.
2004 – Master of Arts (Hons) Photography, Kent Institute of Art and Design, Reino Unido.
1999 – Estudos Cinematográficos, Cineclube do Porto, Porto, Portugal.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2018
Planta Espelho, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal.
Um Realismo Necessário, MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa, Portugal.

2016
Concreto Armado, curadoria de David Santos, Bienal de Vila Franca de Xira, Vila Franca de Xira, Portugal.

 2015
Valor de Face, Galeria Pedro Alfacinha, Lisboa, Portugal.
One’s own arena, Fundação EDP, Lisboa, Portugal.
Costa, Robert Morat Galerie, Berlim, Alemanha.

 2013
Smell of Tiger and Things Here, Centro de Artes Visuais, Coimbra, Portugal.
Costa, Carpe Diem – Arte e Pesquisa, Lisboa, Portugal.
Things Here + Empty Yard, CAAA, Guimarães, Portugal.

 2011
Things here and things still to come, Museu Nogueira da Silva, Braga, Portugal.
Moi, un Blanc, Módulo – Centro Difusor de Arte, Lisboa, Portugal.

 2008
Like an empty yard(II), Módulo – Centro Difusor de Arte, Lisboa, Portugal.
I Will Not Reveal You, Art Form, Estoril, Portugal.

2007
Like an empty yard, Galeria Jorge Shirley, Lisboa, Portugal.

 2006
Silence, Museu da Imagem, Braga, Portugal.
Jose Pedro Cortes: Silence – Photography + Video, White Space Gallery, Londres, Reino Unido.

2005
I Will Not Reveal You, Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal.
Silence, Silo Espaço Cultural, Porto, Portugal.


EXPOSIÇÕES COLECTIVAS

2020
Homebound, Galeria Francisco Fino Gallery, Lisboa, PT.

2019
Da Cor / Das Cores – Verde, Escola das Artes da Universidade Católica do Porto, 3rd International Conference on Green Conservation of Cultural Heritage, Porto, Portugal.
O Olhar Divergente. As Residências Artísticas do Pico do Refúgio como património prospetivo, ARQUIPÉLAGO – Centro de Artes Contemporâneas, São Miguel, Açores, Portugal.

2018
A Preto & Branco na Colecção da Fundação PLMJ, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa, Portugal.

2017
Morphogenesis, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal

2016
Da Fuga e do Encontro: Inversões do Olhar – Obras da Coleção de Fotografia do Novo Banco, Espaço Novo Banco, Lisboa, Portugal.

2015
Edita: Secuencia/Sentido, CGAC – Centro Gallego de Arte Contemporáneo, S.Compostela, Espanha.

2014
SAAL: Arquitectura e Participação, Museu Serralves, Porto, Portugal.
BESPhoto 2014, Museu Berardo, Portugal; Instituto Tomie Ohtake, S.Paulo, Brasil.
Levante, Galerie 12mail, Paris, França.

2013
A Arca Invisível, Residência Fundação EDP no Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, Portugal.

2012
European Photo Exhibition Award, Deichtorhallen, Hamburgo, Alemanha; Centre Calouste Gulbenkian, Paris, França; Peace Center, Oslo, Noruega.
European Eyes on Japan, Vetrinj Mansion, Maribor, Eslovénia.

2010
Private Lives, Centro Cultural de Cascais, Cascais, Portugal.
Exposição #05: ENCONTRO: entre a paisagem e a abstracção, BES Arte & Finança, Lisboa, Portugal.

2008
Paisagem e Povoamento, Centro Cultural Emmérico Nunes, Sines, Portugal.

2007
On the Road: Remenbering Jack Kerouac, Espaço Avenida, Lisboa, Portugal.
FotoFestiwal, Lodz, Polónia.
Homos Migratius, Fundação Calouste Gulbekian, Lisboa, Portugal.

2006
A Fotografia Revolucionária, Fundação Eugénio de Almeida, Évora, Portugal.
New Photographers 2007, Cannes Lions Festival, França.

2005
Intermix’05 (video), Pavillion, Leeds, Reino Unido.
Crossing Borders – Big M (video), ISIS Arts, Newcastle, Reino Unido.
Descubrimientos PhotoEspaña – Proyecciones Santa Ana, Madrid, Espanha.

2004
Colecção Nacional: Aquisições Recentes, Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal.

PUBLICAÇÕES

Um Realismo Necessário, MNAC / Pierre Von Kleist editions, 2018.
One’s own arena, Pierre von Kleist editions, 2015.
Costa, Pierre von Kleist editions, 2013.
Things here and Things still to come, Pierre von Kleist editions, 2011.
Silence, Pierre von Kleist editions, 2006.

CATÁLOGOS (SEL.)

Fotografia: Modo de Usar, Novo Banco/Documenta, 2015.
Photobook: A history – Volume III, Phaidon, 2014.
SAAL: Arquitectura e Participação, Museu Serralves, 2014.
European Eyes on Japan Vol. 14, Eu-Japan Fest, 2012.
European Photo Exhibition Award, Kerber Verlag, 2012.
Arte em Portugal – A Fotografia Portuguesa, Ed. por Maria Carmo Serén, 2009.
Paisagem e Povoamento, Ed. Centro Cultural Emmérico Nunes, 2008.
Fundação PLMJ, 2010.
New Photographers 2007, Getty Images.
Fotografia Revolucionária, Fundação Eugénio Almeida, 2006.

PRÉMIOS

Nomeado para o prémio BesPhoto 2014.

COLECÇÕES PÚBLICAS

Fundação EDP, Lisboa, Portugal.
Centro de Artes Visuais, Coimbra, Portugal.
Colecção Nacional de Fotografia/Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal.
Fundação PLMJ, Lisboa, Portugal.
Coleção Novo Banco, Lisboa, Portugal.

Bio & CV | Download

Nasceu em 1976, no Porto, Portugal. Vive e trabalha em Lisboa.

FORMAÇÃO

2006 – Programa Gulbenkian de Criatividade e Criação Artística – Curso de Fotografia, Lisboa, Portugal.
2004 – Master of Arts (Hons) Photography, Kent Institute of Art and Design, Reino Unido.
1999 – Estudos Cinematográficos, Cineclube do Porto, Porto, Portugal.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2018
Planta Espelho, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal.
Um Realismo Necessário, MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa, Portugal.

2016
Concreto Armado, curadoria de David Santos, Bienal de Vila Franca de Xira, Vila Franca de Xira, Portugal.

 2015
Valor de Face, Galeria Pedro Alfacinha, Lisboa, Portugal.
One’s own arena, Fundação EDP, Lisboa, Portugal.
Costa, Robert Morat Galerie, Berlim, Alemanha.

 2013
Smell of Tiger and Things Here, Centro de Artes Visuais, Coimbra, Portugal.
Costa, Carpe Diem – Arte e Pesquisa, Lisboa, Portugal.
Things Here + Empty Yard, CAAA, Guimarães, Portugal.

 2011
Things here and things still to come, Museu Nogueira da Silva, Braga, Portugal.
Moi, un Blanc, Módulo – Centro Difusor de Arte, Lisboa, Portugal.

 2008
Like an empty yard(II), Módulo – Centro Difusor de Arte, Lisboa, Portugal.
I Will Not Reveal You, Art Form, Estoril, Portugal.

2007
Like an empty yard, Galeria Jorge Shirley, Lisboa, Portugal.

 2006
Silence, Museu da Imagem, Braga, Portugal.
Jose Pedro Cortes: Silence – Photography + Video, White Space Gallery, Londres, Reino Unido.

2005
I Will Not Reveal You, Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal.
Silence, Silo Espaço Cultural, Porto, Portugal.


EXPOSIÇÕES COLECTIVAS

2018
A Preto & Branco na Colecção da Fundação PLMJ, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa, Portugal.

2017
Morphogenesis, Galeria Francisco Fino, Lisboa, Portugal

2016
Da Fuga e do Encontro: Inversões do Olhar – Obras da Coleção de Fotografia do Novo Banco, Espaço Novo Banco, Lisboa, Portugal.

2015
Edita: Secuencia/Sentido, CGAC – Centro Gallego de Arte Contemporáneo, S.Compostela, Espanha.

2014
SAAL: Arquitectura e Participação, Museu Serralves, Porto, Portugal.
BESPhoto 2014, Museu Berardo, Portugal; Instituto Tomie Ohtake, S.Paulo, Brasil.
Levante, Galerie 12mail, Paris, França.

2013
A Arca Invisível, Residência Fundação EDP no Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, Portugal.

2012
European Photo Exhibition Award, Deichtorhallen, Hamburgo, Alemanha; Centre Calouste Gulbenkian, Paris, França; Peace Center, Oslo, Noruega.
European Eyes on Japan, Vetrinj Mansion, Maribor, Eslovénia.

2010
Private Lives, Centro Cultural de Cascais, Cascais, Portugal.
Exposição #05: ENCONTRO: entre a paisagem e a abstracção, BES Arte & Finança, Lisboa, Portugal.

2008
Paisagem e Povoamento, Centro Cultural Emmérico Nunes, Sines, Portugal.

2007
On the Road: Remenbering Jack Kerouac, Espaço Avenida, Lisboa, Portugal.
FotoFestiwal, Lodz, Polónia.
Homos Migratius, Fundação Calouste Gulbekian, Lisboa, Portugal.

2006
A Fotografia Revolucionária, Fundação Eugénio de Almeida, Évora, Portugal.
New Photographers 2007, Cannes Lions Festival, França.

2005
Intermix’05 (video), Pavillion, Leeds, Reino Unido.
Crossing Borders – Big M (video), ISIS Arts, Newcastle, Reino Unido.
Descubrimientos PhotoEspaña – Proyecciones Santa Ana, Madrid, Espanha.

2004
Colecção Nacional: Aquisições Recentes, Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal.

PUBLICAÇÕES

Um Realismo Necessário, MNAC / Pierre Von Kleist editions, 2018.
One’s own arena, Pierre von Kleist editions, 2015.
Costa, Pierre von Kleist editions, 2013.
Things here and Things still to come, Pierre von Kleist editions, 2011.
Silence, Pierre von Kleist editions, 2006.

CATÁLOGOS (SEL.)

Fotografia: Modo de Usar, Novo Banco/Documenta, 2015.
Photobook: A history – Volume III, Phaidon, 2014.
SAAL: Arquitectura e Participação, Museu Serralves, 2014.
European Eyes on Japan Vol. 14, Eu-Japan Fest, 2012.
European Photo Exhibition Award, Kerber Verlag, 2012.
Arte em Portugal – A Fotografia Portuguesa, Ed. por Maria Carmo Serén, 2009.
Paisagem e Povoamento, Ed. Centro Cultural Emmérico Nunes, 2008.
Fundação PLMJ, 2010.
New Photographers 2007, Getty Images.
Fotografia Revolucionária, Fundação Eugénio Almeida, 2006.

PRÉMIOS

Nomeado para o prémio BesPhoto 2014.

COLECÇÕES PÚBLICAS

Fundação EDP, Lisboa, Portugal.
Centro de Artes Visuais, Coimbra, Portugal.
Colecção Nacional de Fotografia/Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal.
Fundação PLMJ, Lisboa, Portugal.
Coleção Novo Banco, Lisboa, Portugal.

ArrowArrow
ArrowArrow
ArrowArrow
White Building Dress | 2018 | Impressão jato de tinta sobre papel | 180 x 120 cm | ed. 1 + 1 PA
Slider
Um Realismo Necessário

MNAC: Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
Lisboa, 2018

Planta Espelho

Galeria Francisco Fino
Lisboa, 2018

Costa in Edit: Sequence/Meaning

CGAC: Centro Gallego Arte Contemporanea
Santiago de Compostela, 2014

The SAAL Process: Architecture and Participation

Museu de Serralves
Porto, 2014

Público/Privado – Doce Calma ou Violência Doméstica? | Centro de Artes de Sines | Sines, Portugal | 03.20 – 06.20